Slider

Ação social comemora aniversário de Mariana Bazza, de Bariri — Foto: Divulgação

Após quase 7 meses da morte da jovem Mariana Bazza, assassinada em Bariri depois de receber ajuda para trocar o pneu do carro, o namorado dela criou uma ação social que faz uma homenagem para Mariana e tem como objetivo proporcionar um dia de alegria às crianças da região.

Mariana Bazza desapareceu no dia 24 de setembro, em Bariri, depois que Rodrigo Pereira Alves ofereceu ajuda para trocar o pneu do carro dela. Um dia depois, ela foi encontrada morta em uma área de canavial, em Ibitinga. Rodrigo foi preso e denunciado pelo Ministério Público por estupro, latrocínio e ocultação de cadáver.

Segundo Jefferson ViannaMariana completaria 20 anos no domingo, 12. Assim, ele teve a ideia de criar uma ação social com o nome “Por Onde For, Floresça”, que é a frase que Mariana tinha tatuada.

A ideia é promover um dia de alegria, como brincadeiras, atividades educativas, música e guloseimas gratuitas, para crianças carentes.

Jefferson ainda afirma que, para celebrar a ação e prestar homenagem no aniversário da jovem, um evento estava sendo preparado desde fevereiro em um campo de futebol da cidade. Contudo, foi adiado por causa da pandemia de coronavírus, que exige que as pessoas evitem aglomerações.

O projeto, então, ganhou um site, onde as pessoas podem se inscrever como voluntárias e fazer doações para que a festa ocorra com o fim da quarentena. Além disso, a página conta vídeos que amigas da jovem gravaram em homenagem a ela.

Ideia da homenagem

Segundo Jefferson, a ideia surgiu no dia do aniversário dele, em fevereiro, quando ele estava passando por um momento difícil e participou de uma ação social em Santos, cidade onde mora.

A felicidade das crianças presentes no evento fez com que ele se sentisse melhor e ele decidiu realizar uma ação parecida no aniversário da namorada para que as pessoas pudessem lembrar dela com amor e carinho.

Jefferson ainda afirma que ele e a família já tinham prometido uma festa de aniversário à Mariana, com os amigos e a família reunidos. Segundo ele, Mariana era a prima mais velha e muito apegada às crianças da família.

Fonte: G1