Composição 1_1
Composição 1_1

A diretoria administrativa da Santa Casa de Bariri e o Conselho Superior de Administração do hospital verificaram inconsistências no faturamento e recebimento de valores referentes a algumas cirurgias e procedimentos particulares. Há fortes indícios de que funcionários do hospital tenham se apropriado dos recursos.
O levantamento é relacionado ao ano passado. Na terça-feira (21) o caso foi levado ao conhecimento do Ministério Público (MP) para investigação e, se for o caso, ajuizamento de ações judiciais (leia box). Funcionários e outras pessoas foram ouvidos pela Promotoria de Justiça nessa semana.
A direção da Santa Casa informa que no início do ano, ao verificar as planilhas relativas ao custo hospitalar, constatou que havia inconsistências de valores, sendo que nos relatórios aparecia um pequeno número de cirurgias e procedimentos hospitalares realizados. No ano de 2022 foram constatadas 17 “lacunas” e ausência de notas fiscais, com desfalque estimado de R$ 40 mil.
Nesses tipos de procedimentos, o paciente efetua o pagamento dos serviços médicos diretamente aos profissionais. Já o custo hospitalar é pago à Santa Casa – aí que as inconsistências foram detectadas.
A direção da Santa Casa informa que pretende apurar todos os procedimentos particulares realizados no período de 2018 a 2021 até os dias atuais e aprimorar os mecanismos de controle das receitas, com a integração da informação e atuação de vários setores em conjunto.
“O objetivo é dar sequência ao trabalho de recuperação financeira e moral da instituição, que teve início com a atual intervenção municipal, sempre de comum acordo com o Ministério Público, que é o órgão legitimado para fiscalização da entidade através do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em 24 de maio de 2021”, cita a nota assinada pela diretora administrativa, Marina Prearo.

Reorganização

De acordo com ela, a apuração dos eventuais desvios de verbas é mais uma etapa da reorganização administrativa da Santa Casa de Bariri, com o objetivo de aprimorar a gestão financeira e ampliar os mecanismos de fiscalização das receitas.
“O Conselho Superior de Administração, a direção administrativa e técnica da Santa Casa e a Prefeitura de Bariri (interventora) reiteram seu compromisso com a transparência nas questões referentes ao hospital de Bariri, sempre no intuito de fortalecer o amplo trabalho de recuperação e melhoria da entidade que está sendo observado nos últimos anos”, consta na nota.
A reorganização administrativa seguirá apurando as práticas e rotinas administrativas do hospital para aprimorar os sistemas de controle e garantir mais eficiência na aplicação dos recursos públicos e particulares que mantêm a entidade.

Em nota, MP confirma investigação de desvios de dinheiro

O Ministério Público (MP) está apurando eventuais crimes cometidos contra a Santa Casa de Bariri.
Em nota encaminhada à imprensa, os promotores de Justiça Nelson Aparecido Febraio Junior e Gabriela Silva Gonçalves Salvador relatam que tomaram conhecimento dos supostos delitos na terça-feira (21).
“De imediato, determinamos investigações preliminares que, após confirmadas, ensejou formal instauração de Procedimento Investigatório Criminal (PIC) nesta Promotoria de Justiça. Desde ontem (dia 21), já houve apreensão de documentos, tomada de depoimentos de 16 pessoas, acareações e relatórios de análises de material”, citam os membros do MP.
Segundo eles, a primeira etapa da investigação foi concluída na quarta-feira (22), com a tomada de medidas judiciais cabíveis.
A segunda etapa da investigação prossegue. Consiste na verificação de casos similares em outros anos, bem como na identificação de outros envolvidos e responsáveis.
“O objeto da investigação é a apuração e responsabilização em desvio de valores que seriam destinados à Santa Casa como contrapartida de internações clínicas para tratamentos hospitalares ou procedimentos cirúrgicos, bem como gastos com insumos no período”, finalizam Febraio Junior e Gabriela Salvador.

Santa Casa de Bariri: no ano passado foram constatadas 17 “lacunas” em cirurgias e procedimentos hospitalares | Divulgação

Da Redação