Slider

DC Bio irá tomar medidas preventivas em relação ao novo coronavírus – Divulgação

A Della Coletta Bioenergia (DC Bio) inicia a moagem de cana-de-açúcar na segunda-feira, dia 6.

De acordo com o presidente do conselho administrativo da empresa, José Roberto Dalla Coletta, por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a empresa iniciará a safra com moagem reduzida.

“A pandemia impactou na equipe, tendo em vista que as pessoas de risco foram afastadas”, diz ele. “Dessa forma a colheita da cana-de-açúcar ficou prejudicada, não sendo possível entregar o necessário.”

Roberto Coletta ressalta que a DC Bio vem adotando todas as medidas necessárias de prevenção em relação aos funcionários.

Além disso, haverá medição da temperatura das pessoas ao entrarem para o trabalho. Outra medida é a limitação do número de trabalhadores nos ônibus de transporte para evitar aglomerações.

Para esta safra a empresa baririense irá empregar 940 pessoas, mesma quantidade da safra passada.

A previsão é moer 1.700.000 toneladas, volume um pouco superior ao da safra passada. O mix é de produção de metade de etanol e metade de açúcar.

 

Frisokar analisa reação do mercado

 

O Candeia entrou em contato também com a Frisokar Equipamentos Plásticos, uma das maiores empregadoras da cidade, sobre os reflexos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) nas atividades da empresa.

Em nota, a Frisokar informa que ainda analisa como será a reação do mercado e as orientações ou determinações das autoridades de saúde.

“A fábrica está se adequando e trabalhando de acordo com a resposta e necessidade do mercado, uma vez que não houve nenhuma determinação de suspensão de atividades para as indústrias”, relata a Frisokar.

“Aguardamos também a evolução de todo esse quadro de saúde e seguiremos aquilo que as autoridades determinarem durante esse processo”, finaliza a empresa.