Slider

Perazzelli e mais quatro vereadores querem adiantar horário da sessão; outra proposta prevê lista de medicamentos – Alcir Zago/Candeia

Projeto de resolução 03/2020 altera o horário de início das sessões ordinárias da Câmara Municipal de Bariri de 20 para 19h.

Para tanto, o artigo 104 do Regimento Interno do Legislativo passa a ter a seguinte redação: “as sessões ordinárias serão realizadas nas primeiras e terceiras segundas-feiras de cada mês, com início às 19h”.

A proposta foi apresentada na última sessão, realizada segunda-feira, 4, por cinco vereadores: Armando Perazzelli (PV), Evandro Antonio Folieni (PSDB), Francisco Leandro Gonzalez (Cidadania); Luís Carlos de Paula (MDB) e Vagner Mateus Ferreira (PSD). Os cinco votos dos vereadores/autores já garantem aprovação da matéria em plenário.

Na justificativa, eles alegam que a mudança é necessária devido à recente alteração no regimento que permite que os vereadores utilizem a palavra livre independentemente do horário. Com extensa lista de vereadores inscritos, as sessões têm se prolongado e terminado muito tarde. A ideia é a de que, para que isso não aconteça, antecipa-se o início dos trabalhos.

Uma das consequências imediatas da aprovação do projeto diz respeito às transmissões via rádio, que são pagas pela Câmara e realizadas pela Rádio Cultura de Bariri, que venceu a licitação. Como entre as 19h e 22h deve ocorrer obrigatoriamente a retransmissão de uma hora do programa Voz do Brasil, parte das sessões de Bariri não poderia ser veiculada.

 

Lista de remédios

 

Na mesma sessão, o vereador Armando Perazzelli (PV) apresentou projeto de lei 06/2020 que obriga a publicação de relação de medicamentos existentes e em falta na rede municipal de Saúde da Prefeitura de Bariri.

Segundo a proposta, a lista deve ser afixada em locais de entrega de medicamentos e passar por atualização mensal.

De acordo com o autor, “o objetivo é trazer mais informação ao usuário de medicamentos de uso contínuo da rede municipal de saúde”.