Composição 1_1
Composição 1_1

A prefeitura de Bariri registrou na Polícia Civil dois boletins de ocorrência (BOs) citando o vereador Vagner Mateus Ferreira (PSD), o Vaguinho.
Um dos documentos menciona dano qualificado. A engenheira civil da prefeitura Helen Melo Furcin e o encarregado de obra Antonio José Costa Campos Junior citam que Vaguinho esteve na manhã de 18 de janeiro no PSF 1, no Bairro do Livramento. Lá, o vereador teria danificado tubos que sustentariam a cobertura de um estacionamento que está sendo construído no local.
Relataram no BO que os tubos estavam chumbados no chão com concreto desde o dia anterior. Como o concreto tem um tempo de secagem de até 20 dias, os tubos recém-chumbados ainda não estavam firmes.
A engenheira e o encarregado informaram ainda que Vaguinho teria mexido nos tubos até que se desprendessem do concreto, sendo um deles retirado do chão.
No outro BO as diretoras de serviço da prefeitura Angelica Fanti Moço (Saúde) e Gislaine Aline Maranho Rodrigues Capobianco (Administração) decidiram levar à delegacia quatro pneus doados pelo vereador para serem usados em ambulância do município. Não teriam aceitado a doação porque não foi apresentada nota fiscal dos produtos.
A administração municipal tentou devolver os pneus, mas Vaguinho teria se recusado em recebê-los. Não tendo onde deixar e não podendo receber o material, decidiram deixá-los depositados na Delegacia de Polícia até seu destino final.

Outro lado

Sobre o boletim de ocorrência por dano, Vaguinho diz que a prefeitura terá de provar as acusações contra ele. Nega que tenha retirado o tubo da obra no PSF.
Afirma que estava realizando sua função de vereador, que é a de fiscalizar os atos do Executivo.
Em relação aos pneus, conta que dispunha da nota fiscal e teria apresentado se a prefeitura decidisse aceitar a doação. Segundo ele, o governo municipal aceitou outras doações e mesmo assim não exigiu a apresentação de nota fiscal.