Composição 1_1
Composição 1_1

Pesquisa do Sebrae-SP indica ainda que o gasto médio deve ser de R$ 608 nos pequenos negócios, com a média de compra de três presentes (Divulgação)

Os consumidores escolheram roupas e calçados como presentes favoritos no Natal. De acordo com a a pesquisa “Natal 2023”, elaborada pelo Sebrae-SP com a colaboração da Fundação Seade e da Praxian Consultoria, os principais itens que devem estar na lista de Natal são: roupas e calçados (60%), brinquedos (41%) e perfumes e cosméticos (33%). Em média, cada entrevistado pretende comprar, em média, três presentes, sendo que o gasto médio planejado (tíquete médio) em pequenos negócios é de R$ 608,60. Já quem compra dos grandes negócios planeja gastar, em média, R$ 963,80 com presentes de Natal.
Em relação aos gastos com presentes em pequenos negócios, 73% pretendem gastar mais (46%) ou igual (27%) em relação às compras de Natal de 2022. Por outro lado, 28% pretendem gastar menos. Para os consumidores em pequenos negócios, o preço (para 25%) e a proximidade e o fácil acesso da residência/trabalho (25%) são os principais fatores considerados para a compra.
A pesquisa ouviu empreendedores e consumidores. Os dois levantamentos foram realizados no mês de novembro de 2023.

Expectativa

Para 75,7% das micro e pequenas empresas do Estado de São Paulo, as vendas de Natal deste ano serão iguais ou melhores que as de 2022. Desse total, são 35% as que acreditam que as vendas serão melhores que as do ano passado. Já entre os Microempreendedores Individuais (MEIs), o índice é um pouco maior: 82,3% dos empreendedores que se beneficiam das vendas de Natal acreditam que a data em 2023 será melhor ou igual em termos de faturamento do que em 2022.
A estimativa é que as vendas para o Natal deverão beneficiar cerca de 1,97 milhão de pequenos negócios do estado de São Paulo, sendo 705,8 mil MPEs e 1,27 milhão de MEIs.
Os resultados são da pesquisa “Natal 2023”, elaborada pelo Sebrae-SP com a colaboração da Fundação Seade e da Praxian Consultoria, e ouviu tanto empreendedores quanto consumidores. Os dois levantamentos foram realizados no mês de novembro de 2023. (Fonte: Assessoria de Imprensa (UMC) – Sebrae-SP)