Composição 1_1
Composição 1_1

Quarta-feira, 23, dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados pelo Ministério da Economia e apontam índice negativo de emprego para Bariri no ano de 2018. Segundo os dados, o município registrou mais demissões (3.400) do que contratações (3.199), resultando em queda de 2,3% no número de pessoas empregadas. Ou seja, em 2018, Bariri perdeu 201 vagas de trabalho.
O levantamento traz a evolução do emprego por setor de atividade econômica, como extrativa mineral, indústria de transformação, serviço industrial de utilidade pública, construção civil, comércio, serviços, administração e agropecuária.
O setor que registra maior variação negativa é o da construção civil, com número de contratados 55% menor que o de desligados. Segundo os dados, esse setor em 2018 contratou 83 pessoas e demitiu 143, registrando saldo negativo de 60 empregos. O segundo pior desempenho é do setor da agropecuária, com variação negativa de 23,4%, contratando 427 pessoas durante o ano e demitindo 623, ou seja, saldo negativo de 196 empregos.
Três setores apresentam variação positiva no índice de empregos: indústria de transformação (2,3%), comércio (1,8%) e administração pública (1,4%). Juntos eles empregaram 2.076 pessoas e demitiram 1.951 no ano de 2018.
A indústria e o comércio são os setores que mais empregam em Bariri, juntamente com o setor de serviços, que apresenta variação negativa (-4,2%). Admitiu 609 pessoas em 2018, mas desligou 678, saldo negativo de 69 empregos.

Dezembro

O índice anual foi calculado após divulgação dos dados do mês de dezembro/2018 pelo Caged. Seguindo o desempenho anual, o número de empregos no último mês em Bariri resultou em variação negativa (-2%). Os setores de atividade econômica pesquisados registraram 133 contratações e 312 demissões, com saldo negativo de 179 empregos. Nenhum setor apresentou índice positivo.
Em número absolutos, no mês de dezembro os setores que mais dispensaram foram a indústria de transformação, com eliminação de 57 vagas; serviços com 62 desligamentos e administração pública, que reduziu seu quadro em 51 funcionários.
Importante observar que das 201 vagas cortadas ao longo de 2018, cerca de 179 aconteceram em dezembro, o que pode preocupar quando visto pelo lado da tendência. A grande dúvida que fica é se em dezembro o quadro de trabalhadores das empresas baririenses já foi ajustado ou se o processo continua em 2019.

Brasil

Os dados de Bariri diferem da economia brasileira. Segundo o Caged, após três anos seguidos de demissões, o Brasil voltou a gerar empregos com carteira assinada em 2018, quando foram abertas 529.554 vagas formais.
Essa é a diferença entre as contratações, que totalizaram 15.384.283 em 2018, e as demissões – que somaram 14.854.729 pessoas.
De acordo com dados oficiais, esse também foi o melhor resultado, para um ano fechado, desde 2013 – quando foram abertas 1.138.562 empregos com carteira assinada. Deste modo, é o maior número de vagas abertas em cinco anos.

Bariri: Evolução do Emprego Por Setor de Atividade Econômica

DEZEMBRO/2018 NO ANO ** EM 12 MESES ***

SETORES TOTAL ADMIS. TOTAL DESLIG. SALDO VARIAC. EMPR % * TOTAL ADMIS. TOTAL DESLIG. SALDO VARIAC. EMPR % TOTAL ADMIS. TOTAL DESLIG. SALDO VARIAC. EMPR %

EXTRATIVA MINERAL 0 0 0 0,00 0 0 0 0,00 0 0 0 0,00

INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO 47 104 -57 -1,67 1.103 1.027 76 2,32 1.103 1.027 76 2,32

SERV INDUST DE UTIL PÚBLICA 0 0 0 0,00 4 5 -1 -3,85 4 5 -1 -3,85

CONSTRUÇÃO CIVIL 1 3 -2 -3,92 83 143 -60 -55,05 83 143 -60 -55,05

COMÉRCIO 40 46 -6 -0,32 712 678 34 1,86 712 678 34 1,86

SERVIÇOS 33 95 -62 -3,82 609 678 -69 -4,23 609 678 -69 -4,23

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 3 54 -51 -4,66 261 246 15 1,46 261 246 15 1,46

AGROPECUÁRIA 9 10 -1 -0,16 427 623 -196 -23,44 427 623 -196 -23,44

TOTAL 133 312 -179 -2,06 3.199 3.400 -201 -2,30 3.199 3.400 -201 -2,30

FONTE: MTE-CADASTRO GERAL DE EMPREGADOS E DESEMPREGADOS-LEI 4923/65