Slider

Sérgio Aparecido Martins Idalgo estava a trabalho em Santa Catarina – Divulgação

O caminhoneiro Sérgio Aparecido Martins Idalgo, 59 anos, residente em Bariri, foi velado e sepultado no município anteontem (2). Conhecido por Marrom, ele morreu na terça-feira (30) em Santa Catarina em decorrência do ciclone bomba, que causou estrago no Sul do País.

Era casado com Edileuza da Silva Idalgo e tinha dois filhos e duas netas. Sérgio foi atingido por um muro que caiu com a força do vento no município catarinense de Ilhota, que fica no Vale do Itajaí.

O caminhoneiro estava a trabalho em transportadora de Santa Catarina e havia ido para a empresa no domingo (28). Com o desabamento do muro, ocorrido no bairro Baú Baixo, ele teria ficado preso entre um caminhão e a estrutura.

O ciclone bomba provocou dez mortes, sendo nove em Santa Catarina e um no Rio Grande do Sul. Os dados foram divulgados pela Defesa Civil dos estados.

 

Ciclone bomba

 

Meteorologistas relatam que é comum que ciclones como esse atinjam o Brasil, principalmente durante a primavera e o outono.

O meteorologista Francisco de Assis, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), afirmou que a força do fenômeno foi determinada pelo grande contraste entre as temperaturas que formaram o ciclone.

Ele se formou a partir de uma massa de ar quente que estava perto do Mato Grosso do Sul e Paraguai com outra de ar frio vinda do norte da Argentina, na região chamada de ciclogenética.

Foi registrada uma queda de pressão muito forte do ar quente e isso deu mais força para a atuação da alta pressão da massa de ar frio.

O meteorologista do Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo (CGE) Michael Pantera disse que os ventos frios em altitude, chamados de correntes de jato, também foram um fator determinante na potência do ciclone.

É um vento localizado quase perto da estratosfera. A baixa pressão em superfície puxa o ar do lado e sobe no meio porque é leve. Se há uma força tirando o ar de cima, como uma seringa, isso intensifica a subida do vento e a força do ciclone.