Composição 1_1
Composição 1_1

A Câmara de Bariri organizou e sediou na noite de quinta-feira (31) audiência pública com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico local por meio de políticas públicas. (Fotos Alcir Zago/Candeia)

Numa iniciativa do presidente da Câmara de Bariri, Airton Luis Pegoraro (MDB), foi realizada na noite de quinta-feira (31) audiência pública com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico local por meio de políticas públicas.
Além de Pegoraro, compareceram os vereadores Edcarlos Pereira dos Santos (PSDB), Evandro Antonio Folieni (PP), Júlio Cesar Devides (Cidadania), Myrella Soares da Silva (União Brasil) e Ricardo Prearo (PDT), empresários, representantes de conselhos e entidades, entre outras pessoas.
Com duração de mais de 3h30, a audiência foi dividida em três partes. Na primeira, convidados falaram sobre temas relacionados ao assunto: Carolina Lisboa Gonçalves comentou a respeito do trabalho da InvesteSP no apoio aos municípios; Eliane Oliveira, diretora regional da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, falou sobre o trabalho do governo estadual e relacionamento com as prefeituras; e José Márcio França Câmara, gerente do setor público do Banco do Brasil, destacou os programas e serviços da instituição financeira para empresas públicas e privadas.
Outro convidado foi Manoel Fernando Salina, presidente da Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Bariri (Assobari). Ele fez um histórico da entidade e o trabalho desenvolvido em Bariri.
Salina cobrou da Câmara a construção de anel viário rural no município. Segundo ele, a quebra da Ponte do Cabral representou perda de R$ 2,5 milhões pelo fato de empresas e produtores rurais terem usado desvios. Ele disse que a ponte reconstruída não permite o tráfego de caminhões com peso acima de 90 toneladas.
Outros dois convidados foram o prefeito de Itapuí, Antonio Álvaro de Souza, e o ex-prefeito de Boraceia Marcos Bilancieri. Eles destacaram ações na gestão municipal no desenvolvimento econômico e outros setores da administração.
Ambos comentaram que o gestor deve ouvir as pessoas e representantes de segmentos econômicos, aproveitar experiências bem-sucedidas e trabalhar de forma cooperada com outros municípios. Destacaram que o investimento no desenvolvimento econômico deve focar pequenas e grandes empresas e que esse tipo de política tem efeito multiplicador na economia local.
Paulo Egídio Grigolin, chefe de Gabinete da Prefeitura de Bariri, também fez uso da palavra. De acordo com ele, o município priorizou a oferta de água, recapeamento asfáltico, melhoria de estradas rurais, reforma estrutural de escolas, entre outros pontos para, num segundo momento, planejar ações de desenvolvimento econômico.
Na segunda parte da audiência, vereadores puderam fazer uso da palavra. Elogiaram o evento e apresentaram sugestões. Na terceira parte, os presentes puderam fazer perguntas aos convidados.