posto-santa-lucia-novo-2017
pró_sp3-01

Cobertura vegetal nativa no Estado de São Paulo: em Bariri há 3.236 hectares com esse tipo de vegetação – Divulgação

A Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente divulgou recentemente o novo Inventário Florestal.

Conforme o levantamento, de uma área total de 44.051 hectares (ha) há no município 3.236 hectares com cobertura vegetal nativa, o que corresponde a 7,3% do total do território de Bariri.

A tabela abaixo mostra que Brotas é o município com maior área territorial e com maior cobertura vegetal nativa na região.

Na relação entre área territorial e área com cobertura nativa, Bocaina destaca-se com 20,2%.

O Inventário Florestal aponta que o Estado de São Paulo possui 5.670.532 hectares de vegetação nativa em vários estágios de recomposição. A área equivale a 22,9% do território paulista.

A elaboração do estudo contou com participação de uma empresa especializada que atuou sob responsabilidade científica do Instituto Florestal (IF).

O relatório da SOS Mata Atlântica, lançado em junho deste ano, já apontava que em 2019 houve desmatamento zero na Mata Atlântica em São Paulo. Agora, com os dados globais sobre a vegetação nativa pode-se afirmar que, ao longo da última década, os paulistas têm conseguido aumentar, de forma cautelosa, o volume de áreas naturais, com responsabilidade compartilhada entre todos os agentes sociais.

“Nós estamos sempre trabalhando para mitigar, em todas as intervenções no território, o crescimento desordenado sem preocupação com a conservação do meio ambiente. Um bom exemplo é o Programa Nascentes que, desde 2015, já restaurou 20 mil hectares, uma área equivalente a 28 mil campos de futebol, e cumpriu sua meta neste ano. O desenvolvimento de programas e práticas de agricultura sustentável também contribuiu para esse resultado, sem perder sua pujança econômica. Ainda temos muitos desafios, mas estes resultados nos mostram que estamos no caminho certo”, explicou o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido.

“Este levantamento da realidade florestal do Estado é imprescindível para guiar as políticas públicas de proteção e conservação de nossa biodiversidade, ao mesmo tempo que orienta as ações do licenciamento, da fiscalização e do uso sustentável de nossos ativos naturais pelos proprietários rurais, gestores públicos e sociedade civil”, explicou o subsecretário de Meio Ambiente, Eduardo Trani.

 

Comparativo

 

No último mapeamento realizado em 2010 houve registro de 17,5% do Estado com vegetação nativa. O levantamento atual utilizou satélites mais modernos com alta resolução espacial, que conseguem aferir detalhes da superfície terrestre e detectou 185 mil fragmentos a mais que o mapeamento anterior, por conta da precisão de detecção.

Desde o primeiro levantamento florestal feito em 1990, o Inventário tem fornecido suporte científico fundamental para o desenvolvimento sustentável de projetos e intervenções de base florestal, feitos pelos agentes econômicos.

O estudo aponta a percepção dos municípios, que têm realidades muito diferentes em função dos biomas em que estão inseridos, a dinâmica de ocupação do solo pelas atividades econômicas ao longo das últimas décadas.

Dos 645 municípios paulistas, 48 municípios encontram-se em gradientes acima de 50% do território coberto com vegetação nativa, 151 na faixa entre 20% e 50%, 97 na faixa entre 15% a 20%, 216 na faixa entre 10% e 15% e 133 estão na faixa com menos de 10% de cobertura vegetal nativa. Há uma grande heterogeneidade na ocupação espacial do território paulista, o que exige políticas diferenciadas para cada região.

“A Floresta Ombrófila Densa em estágio médio e avançado é a que cobre maior extensão com 2.512.662 ha (10,1%), seguido pela Floresta Estacional Semidecidual médio e avançado 1.744.701 ha (7,0%), a Formação Pioneira com Influência Fluvial corresponde a 603.953 ha (2,4%), já a Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas 320.353 ha (1,3%), a Floresta Ombrófila Mista 203.997 ha (0,8%). As formações de Savana Florestada, Savana Arborizada e Savana Gramíneo-Lenhosa juntas somam 239.312 ha (1,0%). O estado registra ainda Formação Pioneira com Influência Fluviomarinha 25.574 ha (0,1), 15.993 ha (0,06%) de Refúgio Ecológico e 4.987 ha (0,02%) de Floresta Estacional Decidual”, relatou o diretor geral do Instituto Florestal, Luis Alberto Bucci.

 

Índices de cobertura vegetal nativa em Bariri e na região

 

Município                         Superfície (ha)*           Cobertura Vegetal Nativa (ha)                   (%)*

Bariri                                  44.051                            3.236                                                                 7.3

Barra Bonita                    15.006                            1.171                                                                 7.8

Bauru                                 67.346                            13.366                                                               19.8

Bocaina                             36.547                            7.371                                                                 20.2

Boraceia                            11.976                            947                                                                     7.9

Brotas                                110.258                          21.315                                                               19.3

Dois Córregos                   63.296                            8.092                                                                 12.8

Ibitinga                              69.088                            8.219                                                                 11.9

Igaraçu do Tietê              9.767                               600                                                                     6.1

Itapuí                                 14.089                            708                                                                     5.0

Jaú                                      68.692                            5.450                                                                 7.9

Mineiros do Tietê             21.284                            2.121                                                                 9.9

Pederneiras                       72.893                            8.923                                                                 12.2

 

Fonte: Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente

 

Índices de cobertura vegetal nativa dos 645 municípios paulistas

 

Índice (%)*                   Número de municípios              (%)

0% – 10%                       133                                                  20,6

10% – 15%                     216                                                  33,5

15% -20%                      97                                                    15,0

20% – 50%                     151                                                  23,4

Mais que 50%               48                                                    7,4

 

(*) percentual de vegetação nativa em relação à superfície do município

 

Fonte: Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente

 

Situação das Unidades de Gerenciamento de Recursos Hídricos – UGRHI

 

UGRHI                                          Superfície (ha)    Cobertura Vegetal Nativa (ha)            (%)*

Litoral Norte                                 196.810                171.639                                       87.2

Baixada Santista                         292.192                231.088                                       79.1

Ribeira de Iguape/Litoral Sul    1.701.990             1.327.357                                   78.0

Mantiqueira                                  67.684                   38.199                                         56.4

Alto Tietê                                      592.222                213.379                                       36.0

Paraíba do Sul                             1.438.041             479.845                                       33.4

Alto Paranapanema                   2.267.776             567.424                                       25.0

Tietê/Sorocaba                            1.155.824             270.551                                       23.4

Piracicaba/Capivari/Jundiaí     1.435.425             295.476                                       20.6

Pardo                                             900.147                162.043                                       18.0

Mogi-Guaçu                                 1.505.203             231.350                                       15.4

Sapucaí/Grande                          906.545                138.116                                       15.2

Tietê/Jacaré                                  1.175.703             170.116                                       14.5

Aguapeí                                         1.307.522             179.385                                       13.7

Peixe                                              1.075.131             143.860                                       13.4

Médio Paranapanema               1.680.062             221.045                                       13.2

Pontal do Paranapanema          1.233.754             156.037                                       12.6

Tietê/Batalha                               1.312.671             164.448                                       12.5

São José dos Dourados              654.899                79.958                                         12.2

Turvo/Grande                              1.623.295             186.339                                       11.5

Baixo Pardo/Grande                   723.956                77.821                                         10.7

Baixo Tietê                                   1.572.472             165.049                                       10.5

 

(*) percentual em relação à superfície da UGRHI

 

(**) Bariri faz parte da unidade Tietê-Jacaré

 

Fonte: Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente