posto-santa-lucia-novo-2017
Banner-Lista-Candeia
Banner-online
WhatsApp Image 2020-07-06 at 08.28.31
Banner-Cep

Escola Euclydes Moreira da Silva é uma das unidades pertencentes ao município e que oferece aulas do 1º ao 5º ano – Alcir Zago/Candeia

Decreto assinado pelo prefeito Abelardo Mauricio Martins Simões Filho (MDB) permite o retorno das aulas presenciais na rede pública (unidades municipais e estaduais) a partir de 13 de setembro.

Conforme o documento, a modalidade adotada é o ensino híbrido, sendo respeitados os protocolos sanitários e de contingenciamento vigentes no Plano São Paulo de retorno às aulas.

A data prevista no decreto poderá ser alterada, segundo determinações do governo estadual ou em caso de agravamento da situação da Covid-19 no município.

De acordo com a diretora municipal de Educação, Stefani Edvirgem da Silva Borges, as unidades escolares fizeram um levantamento junto aos responsáveis para saber quantas crianças e adolescentes retornariam no sistema híbrido.

Pelo levantamento, em torno de 50% dos estudantes devem retornar aos colégios de forma presencial.

Stefani explica também que, efetivado o ensino dentro da sala de aula, as atividades continuarão sendo portadas para quem estiver em casa. As aulas não serão síncronas (ao mesmo tempo para quem está na escola e quem está em casa), mas somente assíncronas.

Em recente entrevista ao Candeia, a diretora de Educação disse que entre as escolas municipais e estaduais são movimentados em torno de 5 mil alunos e pouco mais de 400 profissionais.

Havia previsão de retorno presencial para agosto, mas a data foi postergada para que fossem aplicadas as duas doses da vacina contra a Covid-19 nos servidores que atuam no setor.

 

Servidores

 

A Diretoria Municipal de Educação determinou que as escolas, o Clube Municipal, a biblioteca e o Centro Cultural Mário Fava atenderão ao público durante 8h por dia.

A partir de quinta-feira (26) todos os servidores da educação, cultura e esporte cumprirão jornada presencial integral.

Funcionários com mais de 60 anos e os considerados de quadro de risco devem informar à pasta a data prevista de retorno, considerando os 15 dias necessários após a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

 

 

Escolas de Boraceia retornam; em Itaju volta será no dia 13 de setembro

Alunos em sala de aula de Boraceia: retorno com medidas sanitárias e de distanciamento – Divulgação

As escolas municipais de Boraceia iniciaram o processo do retorno às aulas na segunda-feira (16). A rede atende o infantil e o ensino fundamental 1 (1º ao 5º ano).

O retorno foi marcado por salas com 50% da capacidade e cumprimento dos protocolos de higiene.

As unidades escolares dividiram o atendimento em Semana A e B (fundamental 1) e Semana Vermelha e Amarela (infantil).

Cerca 300 alunos retornaram de forma híbrida (Semana A) e 300 alunos permanecem remotas (Semana B).

“Estamos tomando todos os cuidados de proteção das nossas crianças, por enquanto estamos no híbrido, ou seja, estamos oferecendo a possibilidade do presencial e do online”, destaca a equipe escolar.

Em Itaju, seguindo decreto municipal, desde segunda-feira (16) retornaram os alunos que têm dificuldade na aprendizagem e os que não têm acesso à internet, com lotação na sala de aula de 30%, isso nas escolas estadual e municipal.

A volta às atividades presenciais está prevista para 13 de setembro. A data foi definida para que todos os profissionais da Educação já tenham recebido a segunda dose da vacina a fim de garantir um retorno seguro.

Para que haja distanciamento social haverá rodízio de turmas, com metade dos estudantes numa semana e metade na outra.

“Nessa etapa as famílias ainda poderão decidir em manter o ensino à distância dos alunos. A escola continuará oferecendo aulas remotas”, explica o vice-prefeito de Itaju, Wellington Pegorin (PSDB).

O número reduzido de alunos favorece o uso do transporte escolar, já que o município atende um elevado número de alunos da zona rural e há uma preocupação em manter o distanciamento de estudantes dentro dos veículos.

“Todos os equipamentos de segurança já estão disponíveis nas unidades escolares e todos os protocolos de segurança serão seguidos para que o retorno ocorra de maneira segura”, diz Pegorin.