posto-santa-lucia-novo-2017
Banner-Lista-Candeia
Banner-online
WhatsApp Image 2020-07-06 at 08.28.31
Banner-Cep

É a segunda vez que Irene anuncia a saída da diretoria da Saúde em menos de um mês (Foto: Arquivo/Caio Glauco)

Alcir Zago

 

No prazo de duas semanas Irene Chagas do Nascimento Inácio Rangel informou que iria deixar o cargo de diretora municipal de Saúde. Primeiro, no dia 18 de agosto ela protocolou pedido de exoneração por questões pessoais, mas acabou mudando de ideia.

No segundo comunicado, pontualmente às 15h42 de anteontem (3) Irene encaminhou áudio à imprensa falando de sua decisão de deixar a diretoria. “É oficial, não fico na pasta”, disse.

No áudio, ela deixa claro que o descontentamento é com a Santa Casa de Bariri. “A partir desse minuto eu não respondo, principalmente pelas ações e pelas necessidades da Santa Casa”, comentou Irene.

“Estou bem, missão cumprida, toquei até onde deu e até onde a força me permitiu chegar”, disse. “Mas essas questões de dia a dia de Santa Casa me aflige muito; fico muito angustiada porque acaba respingando na secretaria de Saúde e não tenho estrutura emocional para gerir problemas extremamente pontuais de Santa Casa.”

Em outro trecho do áudio volta a fazer menção ao hospital: “esse buraco negro chamado Santa Casa… não presta contas, toda uma situação que me assusta”, disse Irene. “Sou pobre, aprendi a fazer o correto e é assim que vou tocar o resto dos meus dias se Deus assim me permitir.”

 

Vai e vem

 

Na apresentação de Angélica Fanti Moço como interventora da Santa Casa de Bariri, na terça-feira (1º), era esperada a presença de Irene, mas ela não compareceu.

No início da semana ela teve reunião com o prefeito Francisco Leoni Neto (PSDB) e teria decidido permanecer no cargo.

Após receber o ofício de Irene, Neto Leoni começou a procurar substituto para ela. No dia 27 de agosto o chefe do Executivo postou em sua página do Facebook que Estela Adriana Farah, fisioterapeuta e filha do médico Fauze Farah, iria assumir a gestão da Saúde.

Segundo o prefeito, Estela havia aceitado o convite, mas por questões pessoais decidiu não assumir a função. Neto Leoni alega que não conseguiu mais contato com a fisioterapeuta a partir do fim de semana passado.

Relata que Irene o procurou e disse que havia saído do cargo de diretora contra a vontade. Como não houve mais retorno de Estela, ele decidiu manter Irene no cargo.

A atual diretora disse ao Candeia no início da semana que continuaria na função de diretora de Saúde. Segundo ela, o objetivo era dar continuidade ao atendimento aos usuários e ao cumprimento da agenda de trabalho. Dias depois voltou atrás da decisão.

Ao protocolar o pedido de exoneração em meados de agosto, Irene afirmou que manteve bom relacionamento com a situação e a oposição e que sua saída não tinha caráter político.