Slider

Luiz Francisco e Natália nasceram em Ibitinga e têm carreira médica recente; ambos são os novos integrantes do programa Mais Médicos em Bariri

Mais novos integrantes do Programa Mais Médicos, Luiz Francisco Gaion Cavalheiro Bueno, 32 anos, e Natália Cordeiro Ganem, 26, iniciaram essa semana atendimento na rede básica de Saúde de Bariri. Eles vão cumprir 40 horas semanais e/ou o limite de pacientes agendados.

Além de serem jovens, eles têm outros aspectos em comum. Ambos têm carreira médica recente (Bueno formou-se há quatro anos e Ganem há um ano). Os dois nasceram em Ibitinga e iniciaram atuação médica junto à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e como plantonistas no pronto socorro. Luiz Francisco e Natália ingressaram no Programa Mais Médicos na segunda tentativa.

Os dois optaram por manter residência no município vizinho e a ideia é conciliar o serviço da ESF- Estratégia Saúde da Família (o termo substitui a nomenclatura programa) em Bariri com os atendimentos emergenciais dos plantões em Ibitinga.

Luiz Francisco formou-se em Medicina pela Universidade de Marília (Unimar). É clínico geral, com formação emergencista. É casado com a professora Eveliene Mauri Gaion Cavalheiro Bueno. Em Bariri atende na ESF 2, unidade localizada na Avenida Padre João Eid, nos altos da cidade.

Natália é formada em Medicina pela Universidade da Associação de Ensino de Ribeirão Preto (Unaerp), onde, segundo ela, estudou pelo Programa Universidade Para Todos (Prouni), com bolsa integral. É casada com Jean Mendes Custódio e tem um bebezinho de 40 dias, o Juan. A ESF 4, situada à Rua José Gonçalves, também nos altos da cidade, é o seu posto de trabalho em Bariri.

Em meio à correria para cumprir a agenda de pacientes acumulada pela substituição de médicos, eles conversaram com o Candeia e revelaram boa expectativa com o trabalho em Bariri.

Luiz Francisco admite maior afinidade com serviços emergenciais e de plantonista, mas não encontra dificuldade em cumprir as ações do programa ambulatorial. Ainda aposta na ligação que tem com a cidade.  Disse que tem familiares que aqui residem, por isso há anos frequenta Bariri. Mantém vários amigos baririenses, por isso conhece boa parte da realidade do município.

Natalia afirma que desde a faculdade se identifica com a proposta de medicina preventiva e abrangente do PSF. Ressalta que é necessário conhecimento amplo de todas as áreas da medicina e que há acompanhamento direto de cada paciente. Soube que a rede básica local deve ser informatizada em breve e que isso, em sua opinião, permite atendimento mais ágil e preciso.

Ambos elogiaram as equipes das unidades de saúde. Afirmam que o grupo é atencioso e que foram bem recebidos.