Slider

Reunião do conselho ocorreu na segunda-feira, dia 25: fiscalização e ações na Saúde – Alcir Zago/Candeia

A partir do ano que vem o Conselho Municipal de Saúde passará a fiscalizar todas as entidades que recebem recursos da saúde. Atualmente, o trabalho é feito somente em relação à Santa Casa.
Esse foi um dos assuntos discutidos na reunião de segunda-feira, dia 25, no auditório do Paço Municipal 16 de Junho.
O presidente do conselho, Rodrigo Zanuto de Oliveira, explica que serão realizadas visitas e análises das prestações de contas, trabalho que será desenvolvido em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE).
Na reunião desta semana o intuito era analisar as contas do hospital baririense, no entanto, por falta de quórum não foi possível nomear a nova comissão para realizar o trabalho.
Presente ao encontro, a diretora municipal de Saúde, Angélica Fanti Moço, disse que houve compra de medicamentos para abastecer a Farmácia Municipal. A falta de remédios, segundo ela, ocorre por restrições orçamentárias da prefeitura.
Angélica comentou a respeito dos bolsões via Cross. São todas as vagas que foram disponibilizadas e não agendadas pelo solicitante inicial, ficando disponíveis para outros solicitantes.
Bariri tem conseguido encaminhamento de pacientes porque há funcionários atentos à oferta de vagas pelos bolsões. A diretora ressalta que algumas filas foram até zeradas em Bariri.
O maior problema na atualidade diz respeito às especialidades de ortopedia e vascular, com poucas vagas disponibilizadas para Bariri e para a região como um todo.