Composição 1_1
Composição 1_1

Prefeito Di Picapau e vice-prefeita Marlete estiveram na Câmara de Boraceia para falar do investimento – Divulgação

O prefeito de Boraceia, Valdir de Souza Melo, Di Picapau (PSDB), esteve na segunda-feira (20) na Câmara Municipal para receber a sobra do duodécimo (cerca de R$ 200 mil), montante que não foi utilizado pelo Legislativo e agora por lei deve ser devolvido para os cofres do município.

Com os pagamentos tanto dos servidores quanto fornecedores em dia, o prefeito propôs aos vereadores utilizar o valor em segurança e investir na compra de um sistema de câmeras para monitoramento de toda a área urbana e rural de Boraceia. As câmeras da cidade estarão ligadas ao programa Detecta, da Polícia Militar, facilitando o policiamento preventivo.

A sugestão do prefeito recebeu apoio unânime dos vereadores que foram consultados um a um. De acordo com o presidente da Câmara, Gabriel Henrique Bergamin, Gabriel Papaléguas, a utilização deste dinheiro que pertencia a Câmara reforça junto a população o trabalho de cada vereador.

“Recebemos inúmeros pedidos de moradores solicitando esse reforço na segurança do município e fomos agora surpreendidos por essa proposta prefeito Di Picapau, falo por mim, mas após ouvir meus colegas, sei que todos estão felizes com essa sua decisão”, afirmou.

O prefeito disse que se for preciso o município fará ainda um aporte financeiro para completar o valor necessário para garantir 100% da cidade monitorada.

“Investir em segurança é investir na vida, só quem já teve sua casa invadida, um bem subtraído ou ficou sobre a mira de uma arma sabe a sensação. Por isso vamos investir no monitoramento preventivo e junto com a Polícia Militar transformar o campo ou da cidade um local mais seguro para as famílias”, comentou Di Picapau.