Slider

Projeto elaborado pela prefeitura contempla a instalação de 39 postes na SP-261: impasse por causa da falta de material – Divulgação/prefeitura de Bariri

Alcir Zago

A prefeitura de Bariri suspendeu contrato firmado com a Sampietro Engenharia e Construção – Comércio e Serviços Ltda para instalação de rede de iluminação pública na Rodovia Braz Fortunato (SP-261).

O motivo é que a firma não tinha começado a obra perto do fim do prazo para execução do serviço. A administração municipal requereu que a Sampietro apresentasse informações complementares para embasar a justificativa de prorrogação de prazo.

Carlos Sampietro, sócio-proprietário da empresa, diz que protocolou pedido no fim de dezembro para pleitear aditamento de prazo. Segundo ele, a ordem de serviço foi dada no dia 21 de dezembro, no governo anterior, com prazo de 10 dias para conclusão.

Houve pedidos de compra de material, mas as entregas não foram feitas devido à paralisação das atividades de empresas por causa das festas de fim de ano. Os fornecedores retornaram ao trabalho na segunda-feira (11).

Sampietro conta que outro problema é a falta no mercado de itens como aço, cobre, alumínio, concreto.

De acordo com ele, o pedido inicial de prorrogação de prazo foi indeferido pelo Executivo, apesar de parecer favorável da Procuradoria Jurídica.

Sampietro diz também que o edital não contemplava a realização de obra às margens de rodovia. Por isso, a empresa baririense elaborou documentos para liberação e acompanhamento pela concessionária responsável pela SP-261.

A Sampietro venceu licitação com valor de R$ 156.500,00. Ao todo, são 39 postes de concreto, com 39 conjuntos de iluminação pública com lâmpadas LED de 150 watts.

O objetivo é garantir a segurança do trânsito no local. O trecho da SP-261 que irá receber a melhoria é margeado por loteamentos e empresas de grande porte.