Slider

Vereador Edcarlos Santos postou vídeo a respeito do assunto – Divulgação

 

O Ministério Público (MP) arquivou notícia de fato a respeito da suposta ausência de médicos plantonistas na Santa Casa de Bariri no domingo (20). O documento é assinado pelos promotores de Justiça Nelson Aparecido Febraio Júnior e Gabriela Silva Gonçalves Salvador.

Na apuração feita por eles, os médicos que constavam na escala do domingo (20) efetivamente prestaram serviços.

Os representantes do MP decidiram verificar o caso após tomarem conhecimento de vídeo postado em rede social pelo vereador Edcarlos Pereira dos Santos (PSDB) em que havia relatado que, de cinco médicos na escala do domingo, havia um no pronto-socorro e outro na unidade intermediária (semi-UTI).

Contatada pelo MP, a prefeitura informou que há problema constante com a falta de médicos, no entanto, no fim de semana passado a situação se agravou pelo fato de três profissionais terem contraído a Covid-19.

De acordo com a Promotoria de Justiça, todos os médicos prestaram atendimentos, alguns até como voluntários. Cinco profissionais estavam escalados pelo sistema de sobreaviso (cirurgia, anestesia, ginecologia, ortopedia e pediatria) e à pronta disposição. Além disso, teriam em tempo integral dois profissionais presenciais na entidade. Dessa forma, o hospital contava com sete médicos – presencial e sobreaviso.

O Executivo informou ao MP que a planilha diz respeito a uma projeção e que pode sofrer mudanças e que se o vereador quisesse escala atualizada poderia ter pedido para gestão local ou ao prefeito.

“Com efeito, muito embora referido vereador tivesse todos os meios possíveis de ter acesso à informação correta, tais como acesso direto aos gestores ou mesmo funcionários da entidade hospitalar, optou por disseminar Fake News”, citam os promotores de Justiça no ofício.

(Mais informações na edição impressa de sábado, dia 26).