Composição 1_1
Composição 1_1

Jota Cardoso, na tribuna da Câmara: quatro anos à frente do Conselho Municipal de Idoso – Alcir Zago/Jornal Candeia

O aposentado e voluntário João Domingos Cardoso Leonel (Jota Cardoso) utilizou a tribuna da Câmara de Bariri na sessão de segunda-feira (7) para fazer um balanço dos quatro anos em que presidiu o Conselho Municipal do Idoso e comentar as necessidades das pessoas nessa faixa etária.

Antes disso, o Legislativo aprovou por unanimidade moção de aplauso de iniciativa do vereador Airton Pegoraro (MDB) pelos relevantes serviços prestados por Jota Cardoso à frente do conselho.

O voluntário contou que o Lar Vicentino de Bariri recebeu R$ 250 mil de recursos destinados via Imposto de Renda. Sobre a atuação do conselho, destacou que a atuação da entidade faz com que as pessoas tomem conhecimento de seus direitos.

Antenado a números e estatísticas, disse que Bariri conta com 5.492 idosos, sendo 549 com idade superior a 80 anos. Na prefeitura, segundo ele, trabalham 162 idosos.

Para Jota Cardoso, a prefeitura poderia estudar a possibilidade de realizar a entrega em domicílio de medicamentos de uso contínuo para quem tem alguma dificuldade de locomoção.

Criticou a falta de programa específicos para a terceira idade. Entende que a administração poderia estudar a criação de Diretoria de Esporte e Lazer para o desenvolvimento de atividades junto às pessoas mais velhas.

Ressaltou que com a pandemia da Covid-19 muita gente ficou mais sedentária e mais resguardada no lar. Atualmente, o Setor de Esporte é ligado à Diretoria Municipal de Educação.

Jota Cardoso chamou a atenção também para o respeito à legislação que dá prioridade a idosos em filas, em repartições públicas e também em estabelecimentos privados. Também têm preferência grávidas, mulheres com crianças no colo e deficientes físicos.

O ex-presidente do conselho disse também que observa a necessidade de cursos de treinamento para cuidadores de idosos. Com o envelhecimento constante população, esse tipo de profissional é cada vez mais requisitado.