Slider

José Roberto Dalla Coletta

“Ali também será possível fazer qualquer tipo de eventos para até 500 pessoas sentadas, com capacidade máxima de 2.000 pessoas no caso de um show”

A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Bariri (Acib) apresentou na segunda-feira, dia 11, ao Conselho Deliberativo e Fiscal da entidade projeto de construção da sede social da entidade. Houve aprovação da proposta. O objetivo é que a obra esteja concluída no fim do próximo ano. De acordo com o presidente da Acib, José Roberto Dalla Coletta, o local servirá para a realização de eventos. A capacidade é para 500 pessoas sentadas e até 2.000, caso seja realizado algum show. A sede servirá também para a realização de feiras. Além desse assunto, Roberto Coletta comenta na entrevista as expectativas em relação à tradicional campanha de Natal e as perspectivas para a economia no ano que vem. Ele já presidiu a entidade de 1989 a 1991, 2005 a 2007 e 2017 a 2018. No fim do ano passado assumiu a presidência da associação para o biênio 2019-2020. Formado em economia e pós-graduado em gestão empresarial pela Instituição Toledo de Ensino (ITE), foi funcionário do Banco do Brasil de 1975 a 1986 e membro do Conselho Deliberativo e Fiscal da Unica (entidade de classe das empresas sucroenergéticas) por diversos mandatos. Desde 1986 trabalha na DCBio, sendo presidente da empresa desde 1996.

Candeia – Qual a expectativa da Acib em relação à campanha de Natal de fim de ano?
Roberto Coletta – Nossa expectativa é que, como nos demais anos, também seja bem aceita pelos baririenses e que as empresas participantes possam ter o retorno esperado. Entendemos que os prêmios são atrativos e que farão a diferença na hora do consumidor fazer a sua escolha do local de onde comprar.

Candeia – Por que neste ano não será sorteado um automóvel como prêmio principal?
Roberto Coletta – Foi uma forma de manter a campanha com investimento que coubesse no orçamento do empresário. Dessa forma e ouvindo os pretensos participantes, resolveu-se pela retirada do carro. Vale lembrar que como toda a campanha é feita dentro da regulamentação federal, os impostos pagos são na ordem de 20%. Então não é somente o custo do carro, mas também os encargos existentes, e isso onera muito.

Candeia – A Acib apresentou o projeto e o orçamento para construção da sede social da associação. Como foi a receptividade ao projeto?
Roberto Coletta – O projeto foi apresentado pela diretoria e pela engenheira civil Maísa Bonatelli Paleari ao Conselho Deliberativo e Fiscal, como forma de que esses colegiados tivessem conhecimento do que se pretende, do custo e o que será feito. Houve uma participação muito boa, onde todas as dúvidas puderam ser esclarecidas e as sugestões serem acolhidas dentro das possibilidades. Dentro do proposto houve consenso de que é viável e atenderá todos os objetivos a que se destina.

Candeia – Quando as obras tiveram início e qual o prazo para que sejam concluídas? Qual a importância desse projeto para a entidade e a cidade?
Roberto Coletta – As obras tiveram início dia 1º de setembro com o preparo do terreno e terraplanagem. A primeira fase, que engloba toda a construção até a cobertura, está previsto para oito meses de trabalho. O objetivo é que fique pronta até o final de 2020 por ocasião do jantar de final de ano. É um projeto diferente, com uma proposta também diferente, propiciando aos baririenses um local mais agradável e amplo para a realização de eventos. A obra está sendo construída com este objetivo. Não se trata de uma adaptação. Ali também será possível fazer qualquer tipo de eventos para até 500 pessoas sentadas, com capacidade máxima de 2.000 pessoas no caso de um show. Servirá também para a realização de feiras pelos comerciantes, tendo em vista que hoje em Bariri não existe um local adequado que atenda todas as exigências de segurança e que traga conforto, tanto para os expositores quanto para os que se dirigem ao local para suas compras.

Candeia – Qual a expectativa do senhor em relação ao jantar de confraternização da Acib, marcado para 30 de novembro?
Roberto Coletta – Esperamos que haja uma boa participação de todos, tendo em vista que este é o único momento onde todos podem confraternizar, seja como os amigos ou funcionários. O cardápio foi elaborado com muito carinho pelo Buffet Sucata, em conjunto com a diretoria. A animação estará a cargo da Banda Doce Veneno.

Candeia – Que atividades destacaria na Acib em 2019?
Roberto Coletta – Além das atividades tradicionais, tivemos neste ano a solidificação como AR (Autoridade de Registro de Certificação Digital), a aprovação do projeto e inicio da construção da sede social e a formação de aproximadamente 200 Microempreendedores Individuais (MEIs) e acompanhamento na capacitação destes empresários, através do SebraeAqui (parceria entre Acib, prefeitura de Bariri e Sebrae). Também foram firmadas parcerias com Santander/Get Net para taxas diferenciadas na máquina de cartão de crédito e com a Tim, com um plano de telefonia móvel corporativo. Ao longo de 2019 realizamos inúmeros cursos, palestras e treinamentos para capacitação de gestão, com temas atuais, como a Lei de Proteção de Dados Pessoais, por exemplo.

Candeia – Em termos econômicos, como o senhor avalia o ano de 2019 para o comércio, a indústria e o setor de prestação de serviços em Bariri?
Roberto Coletta – Como é do conhecimento de todos, trata-se de mais um ano difícil, onde muitos tiveram que cerrar suas portas. Por outro lado, alguns segmentos puderam se desenvolver e até crescer, como é o caso do de alimentos. Com o dinheiro contado o consumidor prioriza a alimentação, vestuário e saúde. A forte concorrência faz com que os preços se tornem mais competitivos em benefício do comprador. A redução da inflação foi benéfica, pois possibilitou aumentar o poder de compra do consumidor.

Candeia – Quais as perspectivas para 2020?
Roberto Coletta – O próximo ano está dando sinais de que a economia esteja mais organizada e cresça um pouco mais do deste ano, trazendo um novo alento aos que se encontram sem emprego. Também as empresas devem sentir este efeito, fazendo a “roda girar” abrindo espaço para a retomada das vendas. Entretanto, existem alguns fatores importantes que precisam dar suporte, que são as reformas nas áreas fiscal e do pacto federativo, todas por meio de Propostas de Emenda à Constituição (PEC) encaminhadas ao Congresso. Apesar da oposição ferrenha da esquerda, os obstáculos devem ser superados, dando uma nova dimensão à economia e ao País.

Prédio conta com dois salões

Teve no início em setembro deste ano a construção do salão de festas da Associação Comercial e Industrial de Bariri (Acib). O projeto foi elaborado pela engenheira civil Maísa Bonatelli Paleari.
O prédio de 1.887,80 m² contará com dois salões: o salão principal com capacidade para 570 pessoas e aprovação para 2.000 mil pessoas na regulamentação do bombeiro; e o salão de festa infantil, junto a uma área de parque, com capacidade para aproximadamente 70 pessoas.
Sua estrutura possuirá dois banheiros femininos e dois banheiros masculinos, ambos adequados para deficientes.
Além disso, o salão terá um palco equipado com dois camarins, espaço kids com fraldário e uma sala dedicada ao espaço da noiva. Também irá dispor de uma ampla área de estacionamento.
O terreno mede 20.000 m² e localiza-se na Avenida Marginal, próximo à Avenida José Jorge Resegue (Avenida do Lago).

Projeto elaborado pela engenheira civil Maísa Bonatelli Paleari já está em execução
Divulgação