posto-santa-lucia-novo-2017
Banner-Lista-Candeia
Banner-online
WhatsApp Image 2020-07-06 at 08.28.31
Banner-Cep

Stefani Edvirgem da Silva Borges – “Em nosso planejamento, almejamos receber entre 30% a 50% de educandos em cada sala com revezamento semanal”

 

Recentemente a prefeitura de Bariri publicou decreto com previsão de retorno das aulas presenciais a partir de 16 de agosto. Na entrevista desta semana, a diretora municipal de Educação, Stefani Edvirgem da Silva Borges, diz que a volta das atividades em sala de aula ficará para depois: segunda quinzena de setembro. A mudança de data é para que os profissionais da Educação possam estar completamente imunizados contra a Covid-19. Segundo Stefani, a rede pública de Bariri conta com cerca de 5 mil alunos e 400 profissionais envolvidos na Educação. Em princípio, deve haver revezamento semanal para recebimento entre 30% e 50% de alunos em sala de aula. A diretora fala também sobre a aquisição de sistema apostilado e compra de kit escolar e uniforme.

 

Candeia – A prefeitura prevê o retorno das aulas presenciais a partir de 16 de agosto. Como será esse retorno em relação ao quantitativo de alunos por sala de aula? Como fica a situação dos pais que preferirem o ensino remoto?

Stefani – Em consonância com a Diretoria de Saúde, a Diretoria de Educação, Cultura e Esporte do município tem organizado o retorno das aulas presenciais. É preciso ter muita cautela em relação a esta volta, tendo em vista que, entre as escolas do município e Estado, movimentaremos por volta de cinco mil alunos e um pouco mais de quatrocentos profissionais envolvidos com a Educação. Há o planejamento para o retorno no dia 16 de agosto, no entanto, vislumbrando a segunda dose da vacinação dos professores e demais funcionários da Educação, pretendemos postergar o retorno presencial para a segunda quinzena de setembro. A ideia é garantir a segurança de todos os trabalhadores no retorno de suas atividades laborais. Em nosso planejamento, almejamos receber entre 30% a 50% de educandos em cada sala com revezamento semanal, dependendo do andamento da pandemia e do processo de imunização. A volta, ainda por determinação estadual, é facultativa para os pais e responsáveis de alunos.

 

Candeia – Como está a interlocução com a Diretora Regional de Ensino e com municípios vizinhos para a volta às atividades em sala de aula?

Stefani – A União dos Dirigentes Municipais de Educação, especialmente o polo ao qual pertencemos, que é o polo Jaú, está em constante conversa com os municípios de forma a orientar sobre o retorno das aulas presenciais nos municípios. As cidades vizinhas também estão organizando este retorno para os meses de agosto e setembro, sempre, é claro, em conformidade com suas respectivas diretorias e secretarias de Saúde.

 

Candeia – Qual sua avaliação sobre a estrutura das escolas de Bariri para as aulas presenciais? Quais os protocolos de prevenção que serão seguidos?

Stefani – Quando nós assumimos a Pasta da Diretoria de Educação, Cultura e Esporte pudemos verificar a situação precária que muitos dos prédios escolares se encontravam. Desde a primeira semana de janeiro, estamos trabalhando para sanar problemas de ordem estrutural, bem como nos desdobrando para equipar as escolas com os materiais e equipamentos de proteção individual que os protocolos de segurança contra a Covid-19 exigem. Um plano municipal de retorno presencial das aulas está sendo estudado por toda a rede e neste documento preconizamos posturas a serem tomadas nas unidades escolares, tais como o distanciamento entre os alunos, uso obrigatório de máscaras, constante higienização das mãos, entre outras orientações.

 

Candeia – A prefeitura finalizou licitação para aquisição de apostilas. Qual sua avaliação sobre o material adquirido? Alunos e professores estão usando as apostilas desde o retorno das aulas para o segundo semestre?

Stefani – É importante ressaltar que todo o processo de licitação para a aquisição das apostilas contou com a participação dos professores e gestores de nosso município. O material escolhido é um material de excelência e traz um diferencial nunca antes obtido pelo município, que é o material de espanhol (para o professor e para os alunos) e o material exclusivo para o público da EJA (Educação de Jovens e Adultos). Estamos muito felizes por esta conquista para nossos educandos. Todos os alunos matriculados na rede municipal de ensino já receberam os materiais e começaram a utilizá-lo.

 

Candeia – Outras duas licitações se referem aos kits e uniforme escolares. Como está o andamento dessas disputas e quando os estudantes irão dispor do material?

Stefani – O processo de licitação para a compra dos kits escolares já foi finalizado e os materiais serão entregues em breve para os nossos alunos. Em relação aos uniformes, estamos em processo de finalização de todo o trâmite e posterior entrega aos alunos.

 

Candeia – É inegável que houve e há perda qualitativa do ensino durante o período da pandemia, com os alunos fora das escolas. Como a senhora e a rede pretendem atuar para recuperar essa lacuna?

Stefani – Primeiramente, será necessário fazer um diagnóstico com todos os alunos no retorno presencial. A partir dos dados que obtivermos, poderemos planejar as estratégias para trabalhar pontualmente nas lacunas deixadas durante este período atípico que nós vivenciamos.

 

Prefeitura entrega jogos de apostilas

O material do Sistema de Ensino SIM/FTD apresenta conteúdos e práticas pedagógicas e será utilizado em 2021 e 2022 – Divulgação

Dias 22 e 23 de junho, a Diretoria de Educação, Cultura e Esporte da Prefeitura de Bariri fez a entrega de jogos de apostilas aos professores e alunos da rede básica de ensino do município.

O material pedagógico integra o Sistema de Ensino SIM/FTD e será utilizado durante os anos letivos de 2021 e 2022.

De acordo com a diretora de Educação, Stefani Borges, o material apresenta conteúdos e práticas pedagógicas, para ampliação do conhecimento dos estudantes e a exploração de potencialidades.

O conteúdo é alinhado às diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), cujo objetivo é definir o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos precisam desenvolver ao longo das etapas da Educação Básica.

Além das apostilas para as disciplinas básicas, como Português e Matemática, o município recebeu material pedagógico para as matérias de Espanhol (professor e aluno), Educação Física (professor) e para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) (professor e aluno).

Foram fornecidos ainda 04 livros de literatura infanto-juvenil para os alunos do Ensino Fundamental.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa