posto-santa-lucia-novo-2017
pró_sp3-01

Vídeo produzido por alunos da Cooperativa Educacional de Bariri (Coeba) ficou entre 25 selecionados em concurso nacional. São cinco projetos de cada região do País. A região Sudeste teve um vídeo do Rio de Janeiro, um de Minas Gerais e três de São Paulo (dois da capital e somente um do interior).
A autora do projeto na unidade escolar de Bariri foi Giovana Zanôni Benatti, com participação de outros estudantes (Helena, Luís Felipe, Heloísa Hajj, Lívia, Fernanda e Vinicius) e orientação da professora Édi Canhetti (no Facebook do Candeia há entrevista com equipe gestora da Coeba e duas alunas envolvidas no projeto).
A iniciativa coube à Procuradoria da Mulher da Câmara, em parceria com a bancada feminina e com o apoio do Banco Mundial e do Facebook/Instagram.
O objetivo é disseminar o conteúdo da Lei Maria da Penha e levar a temática da violência contra a mulher para outros públicos, incentivando o debate em comunidades e grupos sociais.
Neste ano, a 8ª edição do concurso foi em formato de vídeos curtos, produzidos por estudantes do ensino médio, com idade entre 14 e 18 anos.
Os projetos inscritos foram analisados por uma banca examinadora, que realizou uma seleção inicial.
A votação ao público foi aberta na quarta-feira (13) e ficará disponível até terça-feira (19). Para participar, basta acessar o link https://www.facebook.com/concursoleimariadapenha/videos/4880235265406104 e curtir o vídeo.

Alunos da Coeba envolvidos no projeto que teve o objetivo de difundir a Lei Maria da Penha | Divulgação

Da Redação