Composição 1_1
Composição 1_1

Secretário estadual da Educação, Rossieli Soares da Silva: indicadores mais alarmantes no ensino médio
Divulgação/Secretaria Estadual da Educação

As escolas estaduais de Bariri, Boraceia e Itaju ficaram abaixo da meta esperada para o Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp). As notas da prova aplicada no ano passado foram divulgadas pela Secretaria Estadual da Educação.
De Bariri participaram da avaliação estudantes das escolas Ephigênia Cardoso Machado Fortunato e Idalina Vianna Ferro. De Boraceia fizeram a prova alunos da escola Edir Helen Sgavioli Faccioli. De Itaju a avaliação foi aplicada para estudantes da escola Erasto Castanho de Andrade.
Em relação a essas quatro unidades de ensino, o Saresp contempla o 9º ano do ensino fundamental e o 3º ano do ensino médio, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática (confira quadros).
No que diz respeito aos 9º anos, as quatro escolas tiveram pior desempenho em 2018 no comparativo a 2017, tanto de Português, quanto de Matemática.
Quanto aos 3º anos, as escolas Ephigênia, Edir e Idalina tiveram melhores notas no ano passado. Além disso, as quatro unidades estaduais de Bariri, Boraceia e Itaju obtiveram melhor resultado em comparação à média estadual.

Abaixo do básico

O secretário estadual da Educação, Rossieli Soares da Silva, anunciou na terça-feira, dia 12, durante coletiva de imprensa, na sede da Pasta, o detalhamento do Saresp.
Em Língua Portuguesa, os 278,8 pontos de proficiência alcançados pelos alunos na 3ª série do Ensino Médio era o esperado para o 9º ano do Ensino Fundamental. O resultado mostra que 45% dos alunos que finalizam a educação básica não conseguem realizar tarefas de leitura.
No 5º ano do Ensino Fundamental, o Saresp revela que 15,2% dos alunos têm conhecimento abaixo do básico em Matemática, e 7,2% em Língua Portuguesa. No 9º ano o desempenho em Matemática é ainda pior: 26,3% dos estudantes da rede têm proficiência abaixo do básico; em Língua Portuguesa, 14,2% estão neste mesmo patamar.
No Ensino Médio os indicadores são ainda mais alarmantes: em Matemática, 46,6% dos alunos da rede pública de São Paulo têm conhecimento abaixo do básico; em Língua Portuguesa 27,2% estão na escala mais baixa de proficiência.
As provas do Saresp que avaliam o conhecimento dos alunos nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática foram aplicadas nos dias 27 e 28 de novembro para mais de 1 milhão de estudantes.

Resultados do Saresp – 2018

Língua Portuguesa

9º ano ensino fundamental

Escola Média em 2016 Média em 2017 Média em 2018 Meta esperada Média estadual em 2018
Edir 253 260 253 275 249,6
Ephigênia 256 259 253 275 249,6
Erasto 241 253 238 275 249,6
Idalina 265 279 260 275 249,6

Língua Portuguesa

3º ano ensino médio

Escola Média em 2016 Média em 2017 Média em 2018 Meta esperada Média estadual em 2018
Edir 284 289 293 300 278,8
Ephigênia 293 285 286 300 278,8
Erasto 291 297 285 300 278,8
Idalina 297 288 295 300 278,8

Fonte: Saresp

Matemática

9º ano ensino fundamental

Escola Média em 2016 Média em 2017 Média em 2018 Meta esperada Média estadual em 2018
Edir 266 274 268 300 255,6
Ephigênia 271 277 260 300 255,6
Erasto 271 265 259 300 255,6
Idalina 281 297 277 300 255,6

Matemática

3º ano ensino médio

Escola Média em 2016 Média em 2017 Média em 2018 Meta esperada Média estadual em 2018
Edir 303 297 302 350 278,6
Ephigênia 308 299 303 350 278,6
Erasto 298 319 287 350 278,6
Idalina 315 297 304 350 278,6

Fonte: Saresp