posto-santa-lucia-novo-2017
pró_sp3-01

Durante cinco dias, gestores, coordenadores e professores da Escola Idalina cumprem planejamento anual; itinerários formativos e disciplinas do Inova são os principais temas – Divulgação

Dia 2 de fevereiro, terça-feira, alunos da EE Profª Idalina Vianna Ferro retornam às aulas, juntamente com os demais integrantes da rede estadual de Ensino. Segundo a vice-diretora Flavia Adolf Lutz Keller, a grande novidade está nos turnos de funcionamento.

A unidade escolar conta hoje com cerca de 1.100 alunos e atua nos três turnos de funcionamento. Devido às alterações na grade curricular do Novo Ensino Médio, os alunos desse nível de ensino vão ocupar todas as salas de aula do período da manhã e noturno. Os integrantes do Ensino Fundamental II (do 6º ao 9º ano) vão frequentar as aulas no período da tarde.

Somente os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ano do Ensino Médio vão estar presentes em dois períodos (manhã e tarde). “Tudo isso por causa da adaptação dos espaços às novas exigências curriculares”, enfatiza Flávia.

As aulas serão 100% presenciais e os protocolos de prevenção à pandemia de Covid-19 ainda são prioridades: álcool gel nas salas, aferição de temperatura, uso obrigatório de máscaras no ambiente escolar e recreios intercalados.

 

Planejamento

 

Durante cinco dias, de 26 de janeiro a 1º de fevereiro, gestores, coordenadores e professores da Escola Idalina cumprem planejamento anual, com base em orientações da Secretaria da Educação (Seduc), através do Centro de Mídias. Os trabalhos estão sendo liderados pelos coordenadores Verônica e Marcos.

Segundo Flávia, a escola recebeu os professores com atividades de boas-vindas preparadas por equipe de alunos acolhedores.

Os principais temas em pauta são o estudo e preparação dos itinerários formativos do Novo Ensino Médio (que envolvem alunos a partir do 2º ano do Ensino Médio) e as disciplinas do Inova – projeto de vida, eletivas e tecnologia.

A vice-diretora ressalta que houve cuidado especial de preparar os professores para a expansão do noturno, cujos alunos terão mais aulas, algumas na modalidade a distância.

Outra atenção maior foi para a ampliação da carga horária, no período diverso, dos alunos do 2º ano do Ensino Médio.