posto-santa-lucia-novo-2017
Banner-Lista-Candeia
Banner-online
WhatsApp Image 2020-07-06 at 08.28.31
Banner-Cep

Escola Idalina não terá tempo integral em 2022

Governador João Doria anunciou nesta sexta-feira (8) expansão do programa no Estado

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (8) a expansão do Programa de Ensino Integral (PEI) durante o Encontro Técnico de Dirigentes e Diretores da Rede Estadual de Ensino.
A Escola Estadual Idalina Vianna Ferro não terá o ensino integral em 2022. O governo estadual chamou para o evento as unidades de ensino que terão o PEI a partir do ano que vem, e a escola baririense não foi convidada a participar. Da Diretoria de Ensino de Jaú apenas a Escola Laurindo Battaiola, de Barra Bonita, foi contemplada no programa.
Dessa forma, a escola Idalina continua com o ensino regular, com turmas nos períodos da manhã, tarde e noite.
Em recente visita a Bariri, o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, disse que a decisão de alterar o ensino de parcial para integral cabe à pasta, levando em consideração a opinião da comunidade, pais e alunos.
Sobre os posicionamentos contrários de dois conselhos em Bariri, ele afirmou que o Conselho Municipal de Educação não tinha a ver com as escolas estaduais. Já o Conselho de Escola era opinativo no processo.
De acordo com o secretário, o processo relacionado à escola Idalina estava aberto desde fevereiro deste ano. Apontou que não havia definição sobre o ensino integral, mas que a discussão precisaria ser amadurecida.
Em Bariri, a Escola Ephigênia Cardoso Machado Fortunato passou a ter o ensino médio integral no início deste ano. O Candeia verificou que muitos alunos optaram por transferir a matrícula da escola Ephigênia para a escola Idalina diante dessa mudança.