Slider

Papelaria Popstyl

No começo do ano o mercado de material escolar costuma ficar aquecido por conta do início do ano letivo nas escolas. O Candeia conversou com comerciantes que relataram como estão as vendas neste período.
Segundo lojistas de Bariri a variação média de preços de itens do material escolar pode ser considerada baixa, uma vez que acompanhou índices inflacionários
Clarice Aparecida Trovarelli Tebaldi, da papelaria Barra Info, confirma essa informação.
Para a proprietária, este deve ser ummm bom ano nas vendas. “Vejo as pessoas mais animadas”, afirma. Segundo a lojista, os cadernos mais vendidos são Unicórnio e Capricho.
Willy Berlezi, da Tessarolli Informática, afirmou ter antecipado as compras junto a fornecedores desde agosto e assim conseguiu ‘congelar’ os preços. Mesmo assim, produtos que tiveram reposição de estoque sofreram aumento pelo menos no índice de inflação.
Os materiais mais procurados segundo ele são cadernos como capricho, flamingos, unicórnio, games, homem aranha e carros. Ele ainda ressalta que a empresa trabalha com produto direto da linha Tilibra.
Berlezi afirmou que, como promoção, tem oferecido desconto a alunos de escolas mediante parceria.
Ele comenta que há vários clientes na região que procuram seu estabelecimento para fazer as compras escolares. “Atendemos também muitos cliesnte via WhatsApp e Facebook, que acredito ser um diferencial”, comenta o lojista.
José Daniel Moço, da papelaria Nota 10, relatou que em sua loja os preços subiram relativos à inflação. Para o lojista alguns itens de lançamentos são os que sofrem com a ‘lei da oferta e procura’ e acabam tendo um aumento maior.
Segundo ele, a procura maior é por produtos personalizados como heróis, times de futebol, games, Barbie, Moranguinho, LOL, Capricho, Minnie e as séries que estão na moda.
Moço acredita que este ano as vendas serão boas. “Nosso maior desafio é proporcionar a melhor volta às aulas da cidade”, ressalta.
Ana Maria Stevanato Jacob, da papelaria Popstyl, comentou que a expectativa é boa.
“Educação não é despesa, é investimento de retorno garantido”, acredita a empresária.
Ela também ressalta sobre a conscientização do reaproveitamento do material escolar que as pessoas têm em casa dos anos anteriores.
Segundo Ana, os produtos tiveram um reajuste de percentual baixo. Com relação aos produtos importados, Ana afirmou que a oscilação do dólar fez com que ocorressem períodos de altos e baixos.
Para a empresária, os produtos mais vendidos foram os cadernos voltados à ecologia e games, lhamas, flamingos, animais diversos, canetas, lápis e borrachas. “Com relação às cores, a moda agora são tons pastel”, finaliza.

Papelaria Barra Info

Papelaria Nota 10

Tessaroli Informática

Tessaroli, Papelaria Nota 10 e Barra Info: otimismo nas vendas e reajuste baixo nos produtos

Fotos: Robertinho Coletta/Candeia