Composição 1_1
Composição 1_1

Produção de queijo no Laticínio Pérola Negra: empresário destaca vantagens do negócio – Robertinho Coletta/Candeia

Alcir Zago

O Laticínio Pérola Negra, empresa baririense localizada na Fazenda Piririca, há um ano e meio iniciou a produção de queijos com leite de búfala. Os 12 diferentes produtos feitos de forma artesanal são vendidos ao consumidor em supermercados e estabelecimentos de Bariri e da região e em outros locais, como resorts.

Na terça-feira (24) o proprietário do laticínio, Everardo Tanganelli Júnior, recebeu a reportagem do Candeia para falar do investimento (a íntegra da entrevista está no Facebook do jornal).

Ele conta que três anos atrás fez parceria para criação de búfalos e produção de leite. Na época, o produto era destinado a laticínios da região. Depois, Tanganelli Júnior decidiu investir na elaboração de queijos.

O empresário destaca vantagens do negócio. O primeiro é que, ao contrário do que muitos pensam, os búfalos não são agressivos. “É muito gostoso trabalhar com elas, são muito mansas e dóceis”, diz.

Para a produção de um quilo de queijo são necessários 3,5 litros de leite de búfala. No caso do leite de vaca devem ser obtidos de 10 a 11 litros para a fabricação de um quilo de queijo.

Outra vantagem é que muitas pessoas com intolerância à lactose podem consumir produtos feitos com leite de búfala.

Tanganelli Júnior afirma que a nutrição dos animais é feita basicamente com pastagem. Nessa época de forte estiagem, há complemento nutricional com um tipo de capim, chamado capiaçu. “Não damos ração para não interferir na qualidade do leite”, conta ele.

A ordenha é feita apenas no período da manhã. Depois, ao longo do dia, as búfalas amamentam os bezerros normalmente.

Por causa da seca e comprometimento das pastagens, a produção de leite caiu. No momento, uma búfala dá em média de 4,5 a 5 litros de leite por dia. Em períodos chuvosos o volume salta para 6 a 7 litros por animal por dia, em média.

O empresário acredita que, com a demanda pelos produtos aumentando, será preciso buscar parceiros para fornecimento de leite de búfala ao laticínio.