Slider
Engenheiro, ele era um apaixonado pelo Palmeiras e pela história de Bariri – Foto: Arquivo/Candeia
O engenheiro civil e escritor Osni Ferrari morreu aos 72 anos por causa de complicações da Covid-19. Seu corpo será transladado de Campinas a Bariri, chegando por volta das 10h30, onde será sepultado. Palmeirense, era um apaixonado pelo Palmeiras e pela história de Bariri.
No ano passado os vereadores Evandro Antonio Folieni (PP) e Ricardo Prearo (PDT) propuseram homenagem a Ferrari com a Medalha 16 de Junho, iniciativa aprovada por unanimidade. A entrega da honraria iria ocorrer após o isolamento social devido à pandemia de Covid-19.
A justificativa para a homenagem foi o reconhecimento aos seus serviços prestados ao município, em especial, no resgate e divulgação das façanhas do herói baririense Mário Fava.
Osni Ferrarifoi autor do livro “Eu não sabia que era tão longe…”, que traz relato da aventura do mecânico brasileiro na viagem pelas Américas. Foram três anos de pesquisas, entrevistas e buscas de informações e documentos sobre a façanha.
Os feitos do herói baririense foram revelados por Osni através de crônicas publicadas pelo Jornal Candeia, que depois ele reuniu no livro “Eu não Sabia que era Tão Longe…”, lançado em 2009 em solenidade na Câmara de Bariri.
A história contada no livro acabou aproximando o engenheiro que outros baririenses, como José Augusto Barboza Cava, Aziz Chidid Neto, Ari Fiad e Ângelo Roberto Falseti, que se uniram para concretizar um dos mais importantes projetos culturais do município: a criação do Museu Mário Fava.
Trajetória
Osni Ferrari nasceu em Bariri e era filho casal Maria Delcina de Alice Ferrari (Lila) e Felício Ferrari (in memorian). Teve dois filhos, Márcio e Ana Elise. Era casado com Silvana Faustino Ferrari.
Formou-se na Escola de Engenharia de São Carlos-USP, onde se graduou em Engenharia Civil, em 1973. Trabalhou em grandes empresas brasileiras de engenharia como DLPav; Controltec Consultoria, L.A. Falcão Bauer; e Then de Barros. No exterior, atuou como consultor da Booz, Allen & Hamilton Internacional.
Nos 47 anos de experiência profissional, trabalhou em projetos, assessoria técnica, supervisão de serviços e controle tecnológico de obras de terraplanagem, pavimentação e manutenção de grandes rodovias e vias urbanas, sistemas viários e estacionamentos.
Foi autor de quatro manuais técnicos para o governo do México, através da Secretaria Mexicana de Desenvolvimento Social e Habitações e da Booz, Allen 7 Hamilton, dentro do Programa de Assistência Técnica a 200 cidades médias do México, com recursos do Bando Mundial.
Também foi membro fundador da Academia Baririense de Letras e Artes (Abla) e do Museu Mário Fava. Escreveu quatro livros, que relatam viagens, história, paixão pelo futebol – em especial o Palmeiras; e a saga de Mário Fava. Juntos eles somam mais de 13 mil exemplares vendidos.
Livros de Osni Ferrari: “Quando a Pedra Fala do Destino dos Homens”, de 2003, “Oberdan Cattani, A Muralha Verde” de 2004/2009, “Ipojucã, a Saga de um Matador”, de 2006, e “Eu não Sabia que Era Tão Longe”, de 2009/2018.