Slider

Cartório do Registro Civil de Bariri: 65 mortes no 1º bimestre de 2021, contra 43 em janeiro e fevereiro de 2020 – Arquivo/Candeia

O município de Bariri registrou 38 mortes no mês passado. Desse total, 10 foram relacionadas ao novo coronavírus (Covid-19).

Os dados de óbitos, nascimentos e casamentos foram encaminhados pelo Cartório do Registro Civil de Bariri a pedido do jornal Candeia.

O número de mortes em fevereiro deste ano foi 123% superior ao mesmo mês de 2020 (confira quadro).

No comparativo entre os meses de janeiro, o número é praticamente o mesmo. A diferença é que em janeiro de 2020 a presença do novo coronavírus no mundo ainda não inspirava maiores cuidados sanitários.

Já em janeiro deste ano foram seis mortes relacionadas à Covid-19 em Bariri.

O número de nascimentos no município não foi alterado em razão da pandemia. Foram 68 registros nos dois primeiros meses tanto de 2020, quando de 2021.

 

Brasil

 

No primeiro bimestre deste ano, o número de registros de nascimentos no Brasil caiu 24% na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com informações do Portal da Transparência do Registro Civil, mantido pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil).

Foram 336,7 mil registros neste ano, 106,6 mil a menos, na comparação com os 443,3 mil em 2020. Em janeiro, dez meses após o início da pandemia de Covid-19 no Brasil, o número de registros caiu 14%. Em fevereiro, recuou 37%.

Os números são preliminares, já que pode levar até duas semanas entre o nascimento do bebê e o registro no portal e que alguns Estados estenderam o prazo em que os pais devem registrar os filhos por causa da pandemia.

Apesar disso, a magnitude da queda chama atenção e os dados podem ser um indício do impacto da Covid-19 na decisão das mulheres terem filhos, afirma a pesquisadora Raquel Zanatta Coutinho, do Departamento de Demografia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A tendência é global. Recentemente, o “Wall Street Journal” informou que, segundo pesquisas preliminares, a natalidade começou a cair em vários países por causa da crise econômica e sanitária. Japão, França e Bélgica estão entre os que relatam quedas abruptas nos nascimentos nove meses após o início da pandemia.

Na França, o número caiu 13,5% em janeiro, em relação a 2020. O think tank Brookings Institution estimou em dezembro que nasceriam 300 mil bebês a menos nos EUA em 2021.

 

Fonte: Valor Econômico

 

Comparativo de nascimentos, óbitos e casamentos

 

Período                       Nascimentos              Óbitos                Casamentos

Janeiro/2020              36                                 26                        12

Fevereiro/2020          32                                 17                        7

Total                           68                                 43                        19

 

Janeiro/2021              33                                 27                        12

Fevereiro/2021          35                                 38                        5

Total                           68                                 65                        17

 

Fonte: Cartório do Registro Civil de Bariri