Slider

10.ª reclassificação do Plano São Paulo / Foto: Reprodução/Facebook

Assim como aconteceu no final de maio, o governo do Estado de São Paulo reclassificou Bauru para a fase amarela. O anúncio será feito em breve, em entrevista coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes. Na prática, existirá uma flexibilização maior na cidade e região com relação à abertura de comércio, bares, shoppings, academias e salões de beleza, mas com todos os segmentos adotando cuidados sanitários.

Segundo a reportagem apurou, o reforço na ampliação dos leitos e a estabilização de casos nos demais municípios contribuíram para o avanço à terceira fase. (http://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/planosp)

A fase amarela do Plano São Paulo prevê maior movimento de clientes em shoppings, comércio e serviços. De 20% sobe 40%, assim como para salões de beleza. Bares e restaurantes poderão abrir ao público para consumo no local, também com 40% de capacidade, em locais abertos ou arejados.

Já nas academias o percentual é de 30% de ocupação. Em todos os segmentos, a abertura é autorizada por seis horas. Também não há mais limite de dias. Anteriormente, o comércio, por exemplo, poderia abrir de quarta a sábado. As novas regras, no entanto, estão previstas o Plano São Paulo. Em Bauru, especificamente, o prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB) normalmente publica decreto modulando o funcionamento dos setores.

No último decreto, inclusive, quando a região ainda estava na laranja, as regras aproximaram o funcionamento dos setores da amarela. Agora, o desafio será manter a cidade e a região nesta fase, onde a flexibilização é maior.

Fonte: Jcnet