Composição 1_1

Farmacêutico clínico e esteta Paulo Fernando Crepaldi: em alguns casos manchas se tornam permanentes (Divulgação)

O farmacêutico clínico e esteta Paulo Fernando Crepaldi, sócio-proprietário da Clínica Etharia, diz que duas das consequências mais comuns nas pessoas que têm dengue são a queda de cabelo (eflúvio telógeno) e o aparecimento de manchas pelo corpo (exantema).
Segundo ele, há tratamento para eliminar essas machas. Um deles é o uso de cosméticos e medicamentos de ação local para o clareamento progressivo da área manchada.
Outro é uso de laser CO2 fracionado, que provoca evaporação nas áreas atingidas.
Paulo Crepaldi ressalta que normalmente as manchas somem com o tempo, no entanto, em alguns casos elas se tornam permanentes.
Pessoas com pele mais escura têm mais problema por causa do maior acúmulo de melanina na região pós-inflamatória.
Para quem quer adotar medidas no dia a dia para auxiliar no combate a esse tipo de mancha deve ingerir alimentos ricos em vitamina C, evitar a exposição à radiação UV (raio solar) e usar constantemente o protetor solar.
A íntegra da entrevista com Paulo Crepaldi está nas redes sociais do Jornal Candeia.