Composição 1_1
Composição 1_1

A Vigilância Epidemiológica de Bariri recebeu mais de 40 notificações de casos positivos de dengue em três dias.
A informação é da responsável pelo setor, Neusiely Podanoschi Giuliangeli. Segundo ela, há um aumento progressivo de casos da doença no município.
A situação está afetando as unidades de saúde de Bariri e também o pronto-socorro (PS) da Santa Casa de Bariri.
O hospital fez duas postagens em sua página no Facebook, uma em 28 de dezembro de 2023 e outra em 3 de janeiro de 2024.
Nas duas ocasiões, a Santa Casa relatou que surtos de dengue congestionaram o PS e aumentaram o prazo de espera de casos não urgentes para atendimento médico.
Neusiely solicita a colaboração da população na eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e Zika.
Os criadouros são os locais onde os mosquitos depositam os seus ovos e as larvas se desenvolvem até formarem mosquitos adultos.
A eliminação deles é uma estratégia fundamental no controle da proliferação do Aedes e prevenção das doenças que ele transmite.
Alguns exemplos de criadouros são recipientes de água parada, pratos de plantas, calhas entupidas, lixeiras e caixas d’ água mal vedadas, além de piscinas ou fontes sem os devidos cuidados.
Se a pessoa tiver resultado positivo para a doença deve repousar, hidratar-se bastante e usar repelente.
Deve retornar ao médico quem tiver dor abdominal intensa, vômitos e sangramentos. A Vigilância Epidemiológica de Bariri atende pelo telefone (14) 3662-5783.
Até 24 de novembro de 2023 foram confirmados 311.863 mil casos de dengue, distribuídos em 625 municípios do Estado de São Paulo, com 276 óbitos.
Em relação à chikungunya, há 2.153 casos confirmados, em 137 cidades, com 12 mortes. O Estado de São Paulo também confirmou quatro casos de Zika vírus em 2023.

Recomendações para eliminação de criadouros do Aedes aegypti

Eliminar pratos de plantas ou utilizar um prato justo ao vaso, que não permita acúmulo de água;
Descartar pneus usados em postos de coleta da Prefeitura;
Retirar objetos que acumulem água de quintais, como potes e garrafas;
Verificar possíveis vazamentos em qualquer fonte de água;
Tampar ralos;
Manter o vaso sanitário sempre fechado;
Identificar sinais de umidade em calhas e lajes;
Verificar a presença de organismos vivos em águas de piscinas ou fontes ornamentais.