Slider

Funcionários da Santa Casa em reunião anteontem, no hospital – Paulo César Grange/Assessoria de Imprensa do SindSaúde Jaú

Os funcionários da Santa Casa de Bariri decidiram não entrar em greve por causa do atraso no pagamento referente a maio, além de outras pendências trabalhistas. No entanto, podem paralisar as atividades caso não haja descumprimento do acordo.

Na noite de anteontem (17) houve reunião entre a direção do hospital, o SindSaúde Jaú (sindicato que representa a categoria) e trabalhadores da Santa Casa. As partes chegaram a um entendimento.

A presidente do sindicato, Edna Alves, diz que o hospital garantiu que o pagamento dos salários seria realizado ontem (18) aos trabalhadores.

Para contornar bloqueios judiciais, serão utilizados cheques administrativos da prefeitura. O banco fará o depósito na conta de cada funcionário.

Edna destaca que o estado de greve continua e que pode haver paralisação das atividades no hospital se o acordo deixar de ser cumprido.

A diretoria do hospital garantiu que novos atrasos não irão mais ocorrer. O SindSaúde Jaú pretende agendar reunião para tratar de pendências no pagamento de férias e FGTS e descumprimento da convenção coletiva.

A primeira reunião entre as partes ocorreu na segunda-feira (14). Na ocasião, a gestão da Santa Casa informou que o problema não era a falta de recursos para que fossem feitos os pagamentos, mas os bloqueios judiciais dos repasses que caem na conta do hospital.