Slider

Nova indústria tem capacidade de produção de 500 toneladas/dia – aproximadamente 12.500 toneladas/mês – Foto: Divulgação

O grupo paranaense Moinho Globo inaugura uma nova planta industrial da N1 Alimentos para beneficiamento e produção de açúcares especiais no município de Itaju, na região centro-oeste de São Paulo (338 Km da capital). Com capacidade de produção de 500 toneladas/dia – aproximadamente 12.500 toneladas/mês – a unidade entra em operação no dia 21 de junho e vai gerar 70 empregos diretos, tendo como grandes diferenciais a tecnologia e a inovação no processo produtivo, destacando produtos customizados para atender necessidades específicas de clientes da área de transformação – como por exemplo fábricas de doces e gomas.

A presidente do Moinho Globo, Paloma Venturelli, revela que o investimento do grupo na nova indústria é de R$ 15 milhões. Ela destaca que o empreendimento envolveu o desenvolvimento de amplas pesquisas – em projeto piloto na matriz na N1 Alimentos, localizada em Sertanópolis (PR) – o que resultou em um processo inovador de produção de açúcares especiais, totalmente automatizado e sem similar nacional. “Os tipos de açúcares especiais que agora vamos produzir na planta de Itaju serão os primeiros produtos nacionais nessa categoria e que até então precisavam ser importados dos Estados Unidos ou de países da Europa pelas indústrias alimentícias”, afirma a presidente.

A expertise na moagem de trigo foi um fator importante que levou o grupo Moinho Globo a iniciar sua atuação no segmento de beneficiamento de açúcar com a criação da N1 Alimentos em 2014. Hoje a empresa já é a maior empacotadora de açúcar no sul do Brasil e está entre as maiores do país.

O diretor e sócio da N1 Alimentos, Sandro Marcelo Poças, está à frente do projeto da unidade de Itaju e destaca a alta capacidade de processamento, que permitirá ampliar a produção dos açúcares especiais e customizados conforme a especificação dos clientes da marca.

Além da produção de açúcares com especificações diferenciadas e granulometrias controladas, a nova planta da N1 Alimentos inclui também o setor de empacotamento para o varejo com os produtos tradicionais de linha comercializados sob a marca Globo, que hoje incluem açúcar cristal, extrafino e demerara.

Localização estratégica

A unidade ocupa terreno de aproximadamente 24 mil m² na região industrial de Itaju e a área construída soma 11 mil m². A localização é considerada estratégica, considerando que o estado de São Paulo é o maior produtor nacional de cana-de-açúcar e a região concentra plantações expressivas e um grande número de usinas, o que facilita a obtenção de matéria-prima. “Tivemos também o incentivo do município de Itaju, que não mediu esforços para que a empresa se instalasse na região”, explica Marcelo Poças.

O projeto da unidade de Itaju foi inspirado na nova indústria do Moinho Globo, inaugurada em 2017 no município de Sertanópolis (PR), e considerada uma das mais modernas do Brasil. A planta da N1 Alimentos prioriza a sustentabilidade e o processo enxuto e funcional, dentro das características do Lean Manufacturing, que é um conjunto de conceitos e práticas com objetivo principal de reduzir custos de produção para ter produtos com mais qualidade e com um maior valor ao cliente.

Fonte: Conexão Agro