Composição 1_1

 

Em 27 de março é comemorado o Dia Nacional do Circo, em homenagem ao palhaço brasileiro Abelardo Silva, conhecido como Piolin. Para marcar a data, o Candeia conversou com Lauan Silva, 28 anos, morador de Itaju, que tem trajetória especial ligada ao universo circense.

Desde os 15 anos de idade é apaixonado pelo circo e, ainda adolescente, passou várias temporadas itinerantes, visitando circos pelo Estado de São Paulo e aprendendo números e técnicas para aplicar em seus projetos.

Ele foi fundador em Itaju do projeto Circo da Vila, que utiliza as atividades cênicas para promover a inclusão social e cultural de crianças, jovens e adolescentes. A ação é benéfica, em especial, para os que têm poucas oportunidades de lazer e formação artística.

O projeto Circo da Vila permaneceu parado durante a pandemia de Covid 19. Em 2023, Lauan quis retomar as atividades, mas foi surpreendido por um câncer.  Hoje, faz acompanhamento no Hospital Amaral Carvalho de Jaú e voltou suas atividades escolares como professor de Artes.

Lauan espera que em 2024 possa retomar o Circo da Vila em Itaju. Relata que está fazendo ajustes no elenco e, a ideia, é estrear espetáculo em breve.

Hoje ele atua como professor na EPI Profª Ephigênia Cardoso Machado Fortunato de Bariri. Lá mantém a paixão pela arte circense e incluiu o universo do circo no currículo do ensino integral, através de disciplinas eletivas.

Juntamente com a professora Bruna Lima, desenvolve na escola projeto de linguagem circense, com o título: “Cê prepara! O circo vai pegar fogo!”.  Afirma que até o final do semestre, os alunos vão apresentar espetáculo relacionado ao projeto.