Slider

Sindicato se reuniu com funcionários do hospital: atrasados anteriores a este ano devem ser pagos somente na Justiça – Paulo César Grande

A situação envolvendo os funcionários da Santa Casa de Bariri ganhou mais um capítulo. Problemas de atraso no hospital vêm de longo tempo.

Há cerca de dois anos atrás foi feito um acordo para repor as perdas pela não correção salarial. Desde o início da intervenção, ocorreram outros atrasos, especialmente no FGTS e no pagamento das férias. Neste, sob novo comando da equipe interventora, novamente houve problema semelhante em fevereiro e março.

No último dia 3 de maio houve assembleia na Santa Casa com participação do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Jaú e Região (SindiSaúde)r dos funcionários do hospital. Na oportunidade, o sindicato informou que iria acionar Justiça; a Santa Casa relatou que pretendia quitar os valores atrasados, mas de acordo com a presidente do SindiSaúde de Jaú, Edna Alves, o “Executivo parece não se esforçar para que os funcionários recebam os débitos atrasados referentes ao ano de 2020 e anteriores pendentes”.

Mediante essa situação, o sindicato de fato vai acionar a prefeitura de Bariri e a Santa Casa na Justiça. Segundo Edna, nesta fase ocorre a coleta de assinatura das procurações dos interessados para que o jurídico possa entrar na Justiça e pleitear os valores atrasados das férias e FGTS dos servidores da entidade.

O tema, inclusive, já foi tema de discussão na sessão de Câmara de segunda-feira, 17.

Na leitura do relatório da Comissão de Assuntos Relevantes, criada por cinco vereadores na última Sessão Ordinária, o atraso do pagamento dos funcionários foi um dos apontamentos do documento que deverá ser entregue ao Mistério Público.

 

Executivo

 

Contatados pela reportagem, a prefeitura de Bariri informou “que será difícil pagar os funcionários com débitos atrasados de anos anteriores”, e que os funcionários prejudicados devem entrar com ação judicial para que possam tentar reaver os encargos. Por outro lado, a administração deu o prazo até julho deste ano para regularizar os atrasos referentes ao exercício de 2021.