posto-santa-lucia-novo-2017
Banner-Lista-Candeia
Banner-online
WhatsApp Image 2020-07-06 at 08.28.31
Banner-Cep

A obra prevista inclui construção de nova Igreja de Santa Luzia, ampliação da cozinha, construção de presbitério, banheiros, sala para reuniões e serviço funeral – Robertinho Coletta/Candeia

A comunidade ligada à Paróquia de Santa Luzia de Bariri, nos altos da cidade, enviou ofício à Prefeitura de Bariri, solicitando doação de terreno para construção de nova igreja e de outras dependências paroquiais.

A área fica ao lado da atual Igreja de Santa Luzia. Um parte do terreno pertence à Mitra Diocesana de São Carlos – que já teria dado aval à obra – e a outra à municipalidade.

No ofício, assinado pelo pároco Carlos Menezes Jr., a obra prevista inclui nova Igreja de Santa Luzia, ampliação da cozinha, construção de presbitério, banheiros, sala para reuniões e serviço funeral.

O terreno da prefeitura, originalmente, seria um espaço destinado à área verde, por ocasião da formação do núcleo habitacional. Hoje ele tem sido utilizado como uma espécie de estacionamento, na lateral da igreja.

Segundo pároco, quando a obra estiver concluída ela trará nova visibilidade àquele local, com valorização do imóvel e do próprio bairro. “Vai proporcionar à comunidade um local de lazer e serviço social, que beneficia não somente os católicos lá residentes, como toda a comunidade”, comenta Padre Carlos.

Como a comunidade sabe que para doação do bem público, o chefe do Executivo vai precisar da autorização da Câmara Municipal, os vereadores receberam ofício com pedido de apoio ao projeto.

Junto ao ofício endereçado ao Legislativo, a comunidade encaminhou cópia do projeto arquitetônico de toda a obra prevista, além dos pedidos solicitados junto à Mitra e Prefeitura.

Através de indicação, a vereadora Myrella Soares da Silva (DEM) solicitou que o prefeito Abelardo Martins Simões Filho (MDB) concorde em doar a área. Ela ressalta o espaço – que seria área verde – não está cumprindo sua atribuição e que o projeto da paróquia traria muito mais benefício para a comunidade.

 

Estudo

 

De acordo com o chefe de Gabinete, Flávio Muniz Della Coletta, a prefeitura realmente recebeu o pedido da comunidade de Santa Luzia, assinado pelo pároco Carlos Jr.

Comenta que o prefeito Abelardo Maurício Martins Simões logo que recebeu o pedido, iniciou estudo do caso. “Como trata-se de bem público e pertencente a um projeto habitacional, com exigências legais próprias, o Executivo solicitou parecer da Procuradoria Geral do Município”, afirma o assessor.

Somente após esse parecer, a decisão sobre a doação será tomada. Coletta confirmou que a concessão do terreno somente pode ser feita com o aval da Câmara de Vereadores.