Slider

O Jornal Candeia completou 46 anos de existência no domingo, dia 18. São quase meio século levando informação de forma ininterrupta a moradores de Bariri e da região.

Semanário foi fundado em 18 de novembro 1972 (foto)

Hoje, com os avanços da tecnologia, está presente em incontáveis locais. Pelas plataformas digitais (site e Facebook) as notícias do Candeia chegam até mesmo a outros países.

Nestas quase cinco décadas o jornal sempre exerceu as bases do bom jornalismo. Apuração correta, checagem, dar espaço às partes envolvidas em determinado assunto primaram e primam o trabalho dos profissionais que passaram e que atuam no semanário.

Seja no veículo impresso (que todos os sábados está na casa de assinantes ou em pontos de venda) ou na plataforma digital, a responsabilidade em dar uma informação é marca do jornal.

Com certeza, isso é um dos principais ingredientes que permitiram à empresa manter-se até os dias atuais. E mais: com credibilidade.

Outro ponto a destacar é seu envolvimento com a comunidade, por exemplo, divulgando ações de entidades assistenciais.

O Candeia nasceu numa época em que as páginas eram montadas com tipos móveis. Hoje, esse processo não cabe mais num mundo em que a velocidade da informação aumentou sobremaneira.

Depois, o semanário passou para o sistema offset e uso de máquinas fotográficas digitais, possibilitando que parte das páginas fosse rodada em cores.

Outro salto ocorreu com a disponibilização de notícias em página eletrônica. Mesmo quem nasceu na cidade e mora longe pode ter acesso aos conteúdos com rapidez.

Algumas matérias são “liberadas” somente para assinantes. Isso porque, como qualquer empresa, o Candeia tem custos fixos e equipe de profissionais a pagar.

Diferentemente de um internauta que utiliza seu telefone celular para fazer foto ou vídeo de um acidente de trânsito, no jornalismo é preciso apurar as causas do ocorrido e suas consequências. Por esse motivo, é preciso que haja uma equipe com conhecimento para realizar esse trabalho, e isso tem custo.

Jornal tem investido em conteúdos no Facebook e no CandeiaTV (foto)

Mais recentemente o jornal investiu em conteúdos no Facebook e no CandeiaTV. No primeiro caso, o Candeia consegue levar informação ao internauta com rapidez. Obviamente, alguns assuntos demandam maior apuração. A maior profundidade de um fato é trabalho que cabe ao jornal impresso. Nesta semana, a página do jornal na rede social atingiu 18 mil seguidores, sendo uma das maiores da região.

Em relação ao CandeiaTV, um estúdio montado na redação permite a realização de entrevistas com políticos, artistas etc. Nesse ambiente, entrevistador e entrevistado ficam sentados em aconchegante espaço, abordando vários assuntos com mais comodidade.

Neste quase meio século de vida, o Candeia só tem a agradecer a leitores, assinantes e anunciantes pelo prestígio.

Aproveitando a data comemorativa, reafirma seu compromisso com a comunidade de fazer um jornalismo sério e imparcial. Está atento ao que acontece no município ou que tem repercussão na cidade e atuará para levar a informação mais correta e isenta possível a todos que tiverem acesso a ela, seja no jornal impresso ou nos meios digitais.