Slider

Prédio da prefeitura de Bariri: pagamento começa neste mês e vai até outubro de 2021 – Foto: Arquivo

Alcir Zago – Representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Bariri e da prefeitura de Bariri participaram de audiência virtual na terça-feira (1º) mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Campinas.

Na ocasião, as partes chegaram a um consenso sobre o Conflito Coletivo de Trabalho para reajuste salarial de 3,36% aos servidores públicos. O montante é relativo ao período de janeiro a dezembro deste ano, incidente sobre todas as cláusulas econômicas, inclusive piso salarial e vale-alimentação, que será aplicado já neste mês.

Conforme acordado, as diferenças retroativas serão quitadas mês a mês. No atual mês já serão pagas, em folha, as diferenças referentes a janeiro de 2020 e assim sucessivamente nos meses subsequentes, com o término em outubro do ano que vem.

A maior parte dos pagamentos caberá ao próximo governo, de Abelardo Maurício Martins Simões Filho (MDB). Além disso, a data-base da categoria é em janeiro, ou seja, daqui a um mês começarão as negociações para estabelecimento de novo reajuste.

Na audiência, a prefeitura comprometeu-se em encaminhar projeto de lei à Câmara Municipal em tempo hábil para garantir a concessão do reajuste.

Na reunião por teleconferência, o assessor econômico do TRT, Roberto Koga, disse que o gasto com o pessoal previsto no ano de 2020 será de 49,15%, segundo informado pelo município nos autos. O índice é inferior ao limite prudencial de 51,3% e ao legal de 54%, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Pelo sindicato, participaram da audiência o presidente, Gilson de Souza Carvalho, e o advogado Daniel Fabiano Cidrão. A prefeitura foi representada pelo procurador Edgar Hideyuhi Kimura.

A reunião virtual contou também com a participação da desembargadora Tereza Aparecida Asta Gemignani, vice-presidente judicial, Daniela Macia Ferraz Giannini, juíza auxiliar da vice-presidência judicial, e procuradora do Trabalho Ivana Paula Cardoso.