Slider

As peças furtadas – tão necessárias à comunidade e adquiridas com sacrifício – foram levadas mediante arrombamento de portas e janelas – Reprodução/Sistema Belluzzo de Rádio

Pratos, talheres, geladeira, ventiladores, vitrô, escada de alumínio e mangueira integram lista de material furtado do salão de festas da Igreja de São José, que pertence à Paróquia de Santa Luzia, nos altos da cidade.

As peças furtadas – tão necessárias à comunidade e adquiridas com muito sacrifício – foram levadas mediante arrombamento de portas e janelas do local.  Para entrar, os gatunos quebram os cadeados que teoricamente deveriam proteger o salão.

As informações foram dadas por integrantes da comunidade de São José, Plínio e Colombo, que na terça-feira, 27, concederam entrevista ao Sistema Belluzzo de Rádio. Eles registraram Boletim de Ocorrência e a Polícia Civil investiga o caso. A comunidade providencia a colocação de grades em portas e janelas.

De acordo com relato, enquanto a comunidade providenciava o conserto de travas de janelas e portas e a substituição de cadeados, os gatunos voltaram para furtar outras peças.

A ideia é que os ladrões vão oferecer os itens furtados por baixo valor. Eles apelam para que as pessoas não adquiram as peças furtadas e que, ao contrário, denunciem anonimamente os infratores.

As informações podem ser dadas através dos telefones (14) 3662-2106 (Paróquia) ou 3662-1172 (Polícia Civil).

 

Com Informações  do Sistema Belluzzo de Rádio