Slider

Ministro Gilberto Kassab na assinatura do desligamento da TV analógica – Divulgação

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, assinou na quarta-feira, dia 12, em Brasília, a portaria que autoriza o desligamento do sinal analógico de televisão em 395 cidades do interior de São Paulo (incluindo Bariri) e 59 no interior do Rio de Janeiro. O desligamento estava previsto para ocorrer às 23h59 da quarta-feira, dia 12.

Nesses municípios, o processo de transição para o sistema digital de TV teve início em 28 de novembro e foi concluído nesta semana, com o encerramento total das transmissões analógicas que beneficiará 11,5 milhões de pessoas nos dois Estados.

Como anteontem, dia 13, o sinal analógico continuava disponível na cidade, o Candeia entrou em contato com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Via assessoria de imprensa, o órgão informou que após a data limite para desligamento do sinal analógico, as prestadoras dos serviços de radiodifusão de sons e imagens (TV) e de retransmissão de televisão (RTV) realizam as operações técnicas para viabilização da transmissão exclusivamente digital, o que, em regra, dura 24 horas.

Tendo em vista a complexidade do desligamento dos agrupamentos do interior do Rio de Janeiro (59 municípios) e do interior de São Paulo (395 municípios), foi aprovado na 48ª Reunião Ordinária do Gired, realizada em 27 de novembro, que o prazo limite para realização dessas operações técnicas se estenderia para 72 horas após a data prevista para o desligamento, ou seja, três dias após 12 de dezembro.

Cronograma

“E em um país de 208 milhões de habitantes, já atingimos 130 milhões. É extraordinário”, comemorou Kassab.

Ele destacou que a assinatura da portaria marca a conclusão da primeira fase do cronograma de implantação do Sistema Brasileiro de TV Digital, que levou o sinal digital para 1.379 cidades brasileiras.

Em São Paulo, com o encerramento das transmissões analógicas em mais 395 cidades, todo o Estado passará a contar exclusivamente com a TV digital. “A população reconhece e percebe essa diferença na sua vida. Em especial para famílias mais humildes, a televisão é o principal entretenimento, que agora muda significativamente de qualidade”, ressaltou Kassab.

O secretário de Radiodifusão do MCTIC, Moisés Moreira, lembrou a importância do trabalho realizado pelos setores de radiodifusão e de telecomunicações, incluindo os técnicos, no processo de implantação do sistema digital. “O desligamento das transmissões analógicas impactou milhões e ocorreu sem nenhuma reclamação. É sem dúvida algo no Brasil que deu certo.”

Para o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Leonardo Euler de Moraes, a implantação da TV digital no País é uma política pública que precisa ser enaltecida pelo planejamento e execução. “É uma política pública muito exitosa, razão pela qual outros países têm nos procurado para aprender conosco sobre essa experiência.”

Ele também lembrou que, durante o processo, houve com sucesso a liberação da faixa de 700 MHz para a implantação da tecnologia 4G de telefonia móvel.