Slider

Quatro empresas disputaram licitação da iluminação pública: Mazza e Fregolente venceu com proposta final de R$ 299,5 mil por 12 meses – Alcir Zago/Candeia

A empresa Mazza, Fregolente & Cia. Eletricidade e Construções Ltda., de Jaú, foi a vencedora de pregão presencial realizado pela prefeitura de Bariri para execução de serviço de manutenção do sistema de toda iluminação pública do município.
A licitação foi disputada na manhã de terça-feira, dia 30. O valor oferecido pela firma foi de R$ 299,5 mil por ano, valor 60% menor que o estimado pela administração municipal para o serviço (R$ 744.175,44).
Ao todo, quatro empresas participaram da licitação. Além da Mazza e Fregolente, que ofertou preço inicial de R$ 387 mil, entraram na disputa a Sampietro Engenharia e Construção Comércio e Serviços Ltda., de Bariri (R$ 531,7 mil), a LW Cursos e Eventos Ltda. (R$ 520,7 mil) e a Águia Negócios e Participações Eireli-ME (R$ 744,1 mil).
A proposta mais alta foi desconsiderada para os lances do pregão. Ficaram na disputa a Mazza e Fregolente, a Sampietro e a LW. Após várias rodadas, a empresa de Jaú ofertou o preço final de R$ 299,5 mil.
Durante a conferência de documentos, houve questionamentos quanto à presença de representante da Sampietro que não reunia condições de participar da disputa, necessidade de que todos os sócios da Mazza & Fregolente tivessem assinado a procuração do representante da firma, Antonio Carlos Piccino Filho, e ausência da entrega de planilhas orçamentárias da LW e da Águia.
Apesar dos questionamentos e do andamento do pregão, nenhum das partes relatou intenção de ingressar com recurso administrativo. Dessa forma, a homologação do pregão em favor da Mazza e Fregolente deve ocorrer nos próximos dias. A firma pode iniciar a manutenção do parque elétrico de Bariri, composto por 6.376 pontos de iluminação pública, assim que o contrato for assinado.
A empresa sediada em Jaú venceu licitação (tomada de preços) em 2006 feita pela prefeitura de Bariri. Na ocasião, o objeto eram serviços de limpeza de áreas públicas. O contrato foi assinado em 2007, com prorrogações e aditamentos até junho de 2012, conforme estabelece a legislação.

Disputa anterior

A Mazza e a Fregolente e a Sampietro disputaram licitação semelhante em 2015. Na ocasião, a firma de Jaú apresentou proposta de R$ 831.069,99 para o serviço. A Sampietro propôs prestar o serviço por R$ 492.226,04.
A firma baririense chegou a ser desclassificada por não ter cumprido alguns itens do edital, mas garantiu sua participação na licitação ao obter decisão favorável da Justiça.
A Sampietro prestou o serviço em Bariri a partir de abril de 2016. Em abril do ano passado a prefeitura aditou o prazo do contrato até abril deste ano. O valor do contrato também sofreu correção, passando para R$ 514.725,84 nesse período de 12 meses.
Naquela ocasião, a prefeitura estimou o serviço em R$ 1.229.726,00 para período de 12 meses.
O valor mais baixo agora se deve basicamente a dois fatores: não haverá necessidade de levantamento do parque elétrico de Bariri; e os pedidos para a execução dos serviços serão feitos à prefeitura e não à empresa vencedora da licitação, como era anteriormente.