Slider

Reunião do Conseg foi realizada terça-feira, dia 8: Bariri possui 65 prédios – Alcir Zago/Candeia

A reunião de setembro do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) de Bariri tratou basicamente da falta de autos de vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCBs) em prédios públicos do município.
Na terça-feira, dia 8, na reunião de outubro, realizada na Sala de Licitações da prefeitura, o assunto foi retomado, desta vez com presença do sargento Ernesto Villares, comandante do Corpo de Bombeiros em Bariri.
Segundo ele, recentemente foi realizada reunião na prefeitura para tratar do assunto. O poder público mencionou na ocasião a necessidade de contratação de profissional para cuidar dos AVCBs (confira no box).
Villares comentou que, conforme o tamanho e o uso, o prédio precisa ter o documento. O principal foco dos bombeiros diz respeito a incêndios que possam ocorrer no imóvel e os meios de facilitar o abandono do local.
Especialista em segurança de edificações, Douglas Leão Kerche também participou do encontro do Conseg.
Ele disse que o primeiro passo é o levantamento de todos os imóveis pertencentes à prefeitura. Em seguida, é necessário verificar quais deles precisam do auto de vistoria.
Kerche explicou que edificações térreas com até 200 m² de área construída e de 201 m² s 750 m² precisam de projetos técnicos mais simplificados.
A exigência é maior com imóveis acima de 750 m². O AVCB é emitido pelo Corpo de Bombeiros certificando que, durante a vistoria, a edificação possui as condições de segurança contra incêndio. O Conseg pretende realizar palestra e treinamento sobre o auto de vistoria.
Outro ponto comentado por Villares na reunião se refere ao estudo feito em conjunto com a prefeitura e o Serviço de Água e Esgoto do Município de Bariri (Saemba) para a instalação de hidrantes na cidade, principalmente na região central.

Prefeitura quer contratar engenheiro

O prefeito de Bariri, Francisco Leoni Neto (PSDB), encaminhou à Câmara projeto de lei complementar para criar emprego efetivo de engenheiro de segurança do trabalho. A contratação será por concurso público.
A proposta foi remetida às comissões de Justiça e Redação e Finanças e Orçamento. Em seguida, será levada à discussão e votação em plenário.
O objetivo é que o profissional fique responsável pela elaboração dos projetos de Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) para regularizar a situação dos prédios pertencentes à administração municipal.
É preciso que seja formado em engenharia ou arquitetura, com curso de especialização em engenharia de segurança do trabalho.
Segundo mensagem do Executivo encaminhada ao Legislativo, Bariri possui 65 prédios e cada projeto de elaboração de AVCB tem custo entre R$ 3,5 mil e R$ 5 mil.
Além disso, o engenheiro ficará responsável também por desenvolver o Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho (LTCAT) e o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), serviços hoje terceirizados.