Slider

Segundo o MP, hospital está sob intervenção municipal após apresentar inconsistências na prestação de contas – Divulgação

O Ministério Público informou nesta quinta-feira (6) que está apurando os gastos públicos na Santa Casa de Bariri (SP), por meio de um inquérito instaurado pela promotoria de Justiça da cidade.

Segundo o MP, “o órgão vem acompanhando as medidas para transparência e acesso a dados envolvendo gastos públicos ligados à requisição administrativa da Santa Casa do município, assim como a gastos específicos para combate à Covid-19”.

O hospital está sob intervenção municipal após apresentar inconsistências na prestação de contas, informou o Ministério Público.

No procedimento, os promotores pedem ao prefeito de Bariri e ao interventor da Santa Casa que expliquem por qual razão a entidade não tem observado a necessidade de obediência aos ditames legais e constitucionais para contratações públicas, já que está sob regime de requisição pública.

O MP também pediu a relação detalhada de todos os recursos públicos destinados ao hospital nos quatro primeiros meses deste ano e esclarecimentos sobre a contratação de assessoria jurídica pela entidade, com custo mensal estimado em R$ 12 mil, segundo o Ministério Público.

Além disso, os promotores também solicitaram informações ao ex-prefeito de Bariri, que tinha responsabilidade sobre a intervenção na gestão passada.

Em nota, a prefeitura de Bariri informou que recebeu o ofício do MP nesta quarta-feira (5), informando sobre a instauração de inquérito civil para apuração de supostas irregularidades praticadas na gestão da Santa Casa, desde a intervenção anterior.

Fonte: G1

A cobertura completa do assunto na edição deste sábado, 8, do Jornal Candeia.