Slider

Coordenada pela Ação Social, a ação coletiva teve caminhada, cartazes e a entrega banners informativos

Manifestação nas ruas centrais da cidade agitou a manhã de segunda-feira, 25, em Bariri, em ação coletiva do Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher.
A concentração, organizada pela Diretoria de Ação Social, teve início na Praça Joaquim Lourenço Correa, conhecida como Praça da Matriz.
Houve caminhada, cartazes e a entrega banners informativos. A coordenação das atividades foi de integrantes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e do Conselho Municipal da Mulher (CMM).
O evento contou com a colaboração das crianças dos serviços de convivência do município (Espaço Amigo 1 e 2), alunos das escolas municipais, grupos de usuários e profissionais dos Postos de Saúde da Família (PSF).

DATA

Em 1999, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas instituiu 25 de novembro como o Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher, em homenagem às “Mariposas”. Ou seja, durante um dia no ano, incitam-se reflexões sobre a situação de violência em que vive considerável parte das mulheres em todo o mundo. No dia 25 de novembro de 1960, as irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, foram brutalmente assassinadas pelo ditador Rafael Leônidas Trujillo, da República Dominicana. As mortes repercutiram, causando grande comoção no país.

Fotos: Caio Glauco

Fonte: Assessoria de Comunicação e Imprensa da Prefeitura de Bariri